Rosinha Garotinho tem mandato de prefeita cassado

Ela foi eleita em 2008 e são acusados de abuso de poder econômico naquele pleito, em razão do uso indevido de veículo de comunicação

Pela rede de microblogs Twitter, Anthony Garotinho criticou a decisão judicial (Agência Brasil)

Pela rede de microblogs Twitter, Anthony Garotinho criticou a decisão judicial (Agência Brasil)

DR

Da Redação

Publicado em 29 de setembro de 2011 às 07h42.

Última atualização em 12 de maio de 2017 às 16h48.

Rio - A Justiça Eleitoral anunciou hoje a cassação do mandato da prefeita de Campos (município do norte fluminense), Rosinha Garotinho, ex-governadora do Rio de Janeiro e mulher do também ex-governador Anthony Garotinho, e de seu vice, Francisco de Souza Oliveira. Eles foram eleitos em 2008 e são acusados de abuso de poder econômico naquele pleito, em razão do uso indevido de veículo de comunicação. A decisão foi tomada pela juíza da 100ª Zona Eleitoral, Gracia Cristina do Rosário, mas ainda é possível recorrer.

A partir da publicação da sentença, Rosinha e Oliveira têm três dias para apresentar recurso ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A ação foi ajuizada pela coligação "Coração de Campos" e por Arnaldo Vianna, adversário de Rosinha naquela disputa. A juíza entendeu haver provas de que a prefeita e o vice eleitos foram beneficiados por propaganda eleitoral irregular veiculada em emissora de rádio da cidade.

Pela rede de microblogs Twitter, Anthony Garotinho criticou a decisão judicial. Em seu blog, ele registrou que haverá recurso. "Não tenho dúvidas de que em 48 horas será restabelecida a ordem jurídica em Campos", afirmou.

Mais de Brasil

Fluxo de passageiros para o exterior cresce pelo 24º mês seguido mostra Anac

Brasil bate recorde de conflitos no campo em 2023; indígenas são as maiores vítimas

Ruralistas veem chance de avanço na pauta anti-invasão com imbróglio entre Lira e governo Lula

Calor fora de época atingirá SP e mais regiões do Brasil; veja previsão do tempo

Mais na Exame