Relembre o acidente que matou Eduardo Campos em fotos

Relembre o acidente que matou Eduardo Campos e mais 6 pessoas de sua equipe no ano passado

Eduardo Campos (Divulgação/ PSB)

Eduardo Campos (Divulgação/ PSB)

DR

Da Redação

Publicado em 16 de janeiro de 2015 às 10h58.

São Paulo - Investigações da Aeronáutica revelaram que o acidente de avião que matou o candidato à presidência Eduardo Campos foi causado por uma sucessão de falhas humanas.

Segundo informações divulgadas nesta sexta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo, faltou treinamento e experiência ao piloto Marcos Martins. A situação foi agravada pelo mau tempo e pela dificuldade de pouso na Base de Santos. 

O acidente, que aconteceu em 13 de agosto do ano passado, matou também os assessores Carlos Augusto Ramos Leal Filho e Pedro Almeida Valadares Neto, o fotógrafo Alexandre Severo Gomes e Silva, o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra, além do piloto e o copiloto.

O avião caiu por volta das 10h em área residencial do bairro do Boqueirão, em Santos, litoral de São Paulo. O ex-governador tinha 49 anos e viajava com sua equipe para participar de um evento de campanha na cidade.

O acidente chocou o país que estava a dois meses das eleições presidenciais.  A presidente Dilma Rousseff decretou luto oficial de três dias e cancelou seus compromissos de campanha, assim como Aécio Neves, então candidato à presidência.

Eduardo Campos deixou a esposa Renata Campos e cinco filhos, entre eles o caçula Miguel, que completará 1 ano de idade no final deste mês.

Relembre o acidente e a comoção nacional nas fotos.

Mais de Brasil

Conflitos por terra batem recorde no Brasil no primeiro ano do governo Lula

Cármen Lúcia mantém condenação de Deltan por Power Point contra Lula

Risco fiscal está 'drenando oportunidades' do Brasil, diz Tarcísio

Fluxo de passageiros para o exterior cresce pelo 24º mês seguido mostra Anac

Mais na Exame