Acompanhe:

A empresa de táxi aéreo responsável pelo avião de pequeno porte que caiu logo após a decolagem, deixando 12 mortos, na manhã deste domingo, no Aeroporto Internacional de Rio Branco, afirma que, tanto a documentação junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), quanto a manutenção da aeronave estavam em dia.

Em contato com a reportagem, o advogado da ART Táxi Aéreo, Thiago Rodrigues Abreu, enviou um comunicado onde afirma que a empresa está prestando "total e exclusiva" colaboração às investigações sobre a causa da tragédia e que vem prestando apoio aos familiares das vítimas.

"Nossa prioridade é a atenção, amparo e solidariedade aos familiares e amigos das vítimas e com nossos colaboradores, neste momento de profunda tristeza para todos nós. Já foram disponibilizados psicólogos e assistência social para os familiares. Bem como está sendo providenciado o translado dos familiares ao local do acidente", disse.

Confira a nota enviada pela empresa

No comunicado, a companhia fala em 11 mortos, levando em consideração a lista de passageiros, mas além de piloto, copiloto e nove passageiros, havia ainda um bebê de apenas 1 ano e 7 meses.

"A. R. T. TAXI AEREO LTDA – ME, informa que no dia 29/10/2023, por volta da 07h21min a aeronave de matrícula PT-MEE, infelizmente, sofreu um acidente logo após decolar do Aeroporto Internacional de Rio Branco, no Acre. A ocorrência está sob investigação das autoridades competentes com as quais estamos prestando total e exclusiva colaboração.

Na aeronave estavam 09 passageiros e 02 tripulantes, os quais vieram a óbito no local, conforme lista que será oportunamente disponibilizada.

No que diz respeito à operação:

a) A aeronave envolvida era certificada para o transporte remunerado de passageiros (operações para táxi aéreo) e estava com todas as rotinas de manutenção em conformidade com as normas e regulamentos da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

b) A tripulação engajada na operação era devidamente habilitada pela ANAC, com todos os respectivos treinamentos em dia.", diz o comunicado, assinado pela diretoria da empresa.

Lista preliminar de passageiros

De acordo com informações preliminares sobre a lista de passageiros, as vítimas a bordo da aeronave eram:

Tripulantes: Cláudio Atílio Mortari, piloto do avião, e o copiloto, por enquanto identificado apenas como Cleiton.

Passageiros: Ana Paula Melo e a filha pequena Clara Maria Monteiro; Alexsander Bezerra; Antônio Cleudo Epifânio; Edineia de Lima; Jamilo Maciel; José Marcos Epifânio; Antonia Elizangela; Raimundo Nonato Melo; e um homem de nome Francisco, que ainda não teve o sobrenome confirmado.

A companhia de táxi aéreo disse que irá divulgar uma lista definitiva oportunamente. A maioria dos ocupantes era de Eirunepé, no interior do Amazonas, e quatro de Envira, segundo a Defesa Civil. Primeiras informações dão conta de que, pelo menos para alguns dos passageiros, a viagem foi realizada para que fizessem um tratamento de saúde no Acre, estado vizinho.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Dengue: governador do Rio decreta epidemia após 4 mortes e 49 mil casos notificados no estado
Brasil

Dengue: governador do Rio decreta epidemia após 4 mortes e 49 mil casos notificados no estado

Há 3 horas

'Inação implica em perda de vidas inocentes', diz Mauro Vieira em discurso de abertura do G20
Brasil

'Inação implica em perda de vidas inocentes', diz Mauro Vieira em discurso de abertura do G20

Há 3 horas

Governo quer usar Bolsa Família e Luz para todos como 'vitrine' das propostas do G20
Brasil

Governo quer usar Bolsa Família e Luz para todos como 'vitrine' das propostas do G20

Há 3 horas

Fuga em Mossoró: governo determina substituição de câmeras e reforço em infraestrutura de presídios
Brasil

Fuga em Mossoró: governo determina substituição de câmeras e reforço em infraestrutura de presídios

Há 3 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais