Brasil

Preso, Lula tem 39% de intenções de voto; sem Lula, Bolsonaro tem 22%

Nas simulações de segundo turno, Lula venceria Alckmin, Marina e Bolsonaro

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Rodrigo Capote/Bloomberg)

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Rodrigo Capote/Bloomberg)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 22 de agosto de 2018 às 06h54.

Última atualização em 22 de agosto de 2018 às 06h58.

São Paulo - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida presidencial com 39% das intenções de voto, segundo pesquisa Datafolha divulgada na madrugada desta quarta-feira, 22. O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) tem 19%, a ex-ministra Marina Silva (Rede), 8%, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), 6%, e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), 5%. Alvaro Dias (Podemos) aparece com 3%, João Amoêdo (Novo) soma 2% e Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota) e Vera (PSTU) têm 1% cada.

No cenário sem a apresentação do nome de Lula, que está em preso em Curitiba desde 7 de abril, Bolsonaro lidera com 22% e Marina tem 16%. Na sequência aparecem Ciro, com 10%, e Alckmin, com 9%. Dias e o provável substituto de Lula na disputa, Fernando Haddad (PT), têm 4% cada. Amoêdo e Meirelles têm 2%, enquanto Vera, Daciolo, Boulos e João Goulart Filho (PPL) têm 1%. Eymael (DC) não pontuou nos dois cenários.

Questionados se o apoio de Lula os levaria a apoiar algum candidato, 48% responderam que não, 31% disseram que o fariam com certeza e 18% afirmaram que talvez. O apoio do presidente Michel Temer faria 87% das pessoas não votar no candidato.

Os candidatos mais rejeitados pelos eleitores são Bolsonaro (39%), Lula (34%), Alckmin (26%), Marina (25%) e Ciro (23%). Haddad soma 21% nesse quesito.

Nas simulações de segundo turno, Lula venceria Alckmin (53% a 29%), Marina (51% a 29%) e Bolsonaro (52% a 32%). Haddad seria derrotado por Alckmin (43% a 20%) e Bolsonaro (38% a 29%). Alckmin venceria Bolsonaro (38% a 33%) e Ciro (37% a 31%), mas perderia para Marina (41% a 33%).

O Datafolha ouviu 8.433 pessoas em 313 municípios, de 20 a 21 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR 04023/2018.

Acompanhe tudo sobre:Ciro GomesDatafolhaEleições 2018Fernando HaddadGeraldo AlckminGuilherme BoulosHenrique MeirellesJair BolsonaroLuiz Inácio Lula da SilvaMarina SilvaPolítica

Mais de Brasil

Brasil ultrapassa 5 milhões de casos prováveis de dengue

TSE afirma ter 570 mil urnas eletrônicas em estoque, número suficiente para cobrir danos no RS

Temporais devem retornar ao Rio Grande do Sul nesta semana; veja previsão

Expectativa é avaliar danos no aeroporto Salgado Filho a partir da sexta-feira, diz ministro

Mais na Exame