PF apreende R$ 3,2 mi em espécie na 9ª fase da Lava Jato

Ao todo foram apreendidos 3,186 milhões de reais na Operação My Way

Operação Lava Jato PF Polícia Federal (Divulgação / Polícia Federal)

Operação Lava Jato PF Polícia Federal (Divulgação / Polícia Federal)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de fevereiro de 2015 às 11h36.

Brasília - O volume de dinheiro em espécie apreendido na nona fase da Lava Jato supera os R$ 3 milhões. Em razão da elevada quantidade encontrada na operação, realizada na última quinta-feira, só foi possível contabilizar o montante neste sábado, 7. Ao todo, foram apreendidos, de acordo com a PF, R$ 3.186.000,00. Deste total, 1.276.509,00 em reais; R$ 629.562,00 em dólares; R$ 53.050,00 em euros e R$ 82,00 em pesos argentinos.

Na operação, que ganhou o nome de My Way, a Polícia Federal também apreendeu 35 obras de arte, 518 relógios de luxo, cinco veículos de alto valor de mercado, grande quantidade de documentos e notas fiscais e munições.

A nona fase da Lava Jato teve como objetivo coletar provas de desvios ocorridos na diretoria de Serviços da Petrobras, que teriam a participação de 11 operadores, entre eles o tesoureiro nacional do PT, Vaccari Neto.

Os agentes da PF cumpriram mandados judiciais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Santa Catarina. De acordo com os investigadores, também foi foco da nona fase da Lava Jato contratos firmados com a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras.

Segundo a assessoria da PF, parte do dinheiro foi apreendida na empresa Arxo Industrial do Brasil Ltda, de Santa Catarina, suspeita de pagar propina em troca de informações privilegiadas e contratos direcionados com a subsidiária.

Mais de Brasil

Conflitos por terra batem recorde no Brasil no primeiro ano do governo Lula

Cármen Lúcia mantém condenação de Deltan por Power Point contra Lula

Risco fiscal está 'drenando oportunidades' do Brasil, diz Tarcísio

Fluxo de passageiros para o exterior cresce pelo 24º mês seguido mostra Anac

Mais na Exame