Acompanhe:

Com viagem de Bolsonaro, Pacheco assume Presidência da República

Vice-presidente e presidente da Câmara também viajam. Líder do Senado é o terceiro na linha de sucessão presidencial

Modo escuro

Continua após a publicidade
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (Waldemir Barreto/Agência Senado/Flickr)

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (Waldemir Barreto/Agência Senado/Flickr)

D
Da redação, com agências

Publicado em 6 de maio de 2022 às, 06h00.

Última atualização em 6 de maio de 2022 às, 08h33.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), assumirá a Presidência da República nesta sexta-feira, 6. Com as viagens do presidente da República, Jair Bolsonaro, do vice-presidente, Hamilton Mourão, e do presidente da Câmara, Arthur Lira, todas nesta sexta-feira, o comando da nação recai sobre o presidente do Senado, terceiro na linha de sucessão presidencial. É a primeira vez que o senador mineiro fica à frente do Palácio do Planalto.

Entenda como as decisões da Câmara e do Senado afetam seu bolso. Assine a EXAME.

“Fui comunicado pela Casa Civil, também pelo GSI [Gabinete de Segurança Institucional], a respeito da viagem do senhor presidente da República à Guiana. E aí, naturalmente, nessa linha sucessória, também com viagens internacionais do vice-presidente [da República] e do presidente da Câmara, Arthur Lira, cabe ao presidente do Senado fazê-lo. E assim será feito pela presidência do Senado”, disse Pacheco, em rápido pronunciamento no Senado, na tarde de ontem (5).

Bolsonaro viaja para Georgetown, na Guiana, com previsão de retornar a Brasília no final do dia. Mourão está desde quinta-feira, 5, no Uruguai, onde terá encontro com a vice-presidente do país, Beatriz Argimón, nesta sexta. Mourão retorna no sábado a Brasília. O presidente da Câmera, Arthur Lira, viajou para Nova York, nos Estados Unidos.

As viagens de Mourão e Lira aconteceram porque os dois planejam concorrer nas eleições de outubro. Segundo legislação eleitoral, se eles assumirem a Presidência no período pré-eleitoral, mesmo que por um dia, só poderão concorrer ao cargo de presidente. A situação pode se repetir em entre 6 e 10 de junho, quando Bolsonaro deve ir para os Estados Unidos, para participar da Cúpula das Américas.

Segundo Pacheco, não está prevista a assinatura de nenhum ato ou medida. Será apenas, como Pacheco mesmo disse, “o cumprimento de uma obrigação constitucional”. Bolsonaro viajará amanhã para a Guiana, com previsão de retorno no mesmo dia, à noite. Mourão irá para o Uruguai e Lira viajará para os Estados Unidos.

Últimas Notícias

Ver mais
Lira pauta urgência de PL que dá poder ao Congresso sobre concessões de distribuição de energia
Brasil

Lira pauta urgência de PL que dá poder ao Congresso sobre concessões de distribuição de energia

Há 14 horas

Comissão do Senado aprova marco legal para os jogos eletrônicos
Brasil

Comissão do Senado aprova marco legal para os jogos eletrônicos

Há 16 horas

Advogados de Bolsonaro negam confissão sobre minuta de golpe
Brasil

Advogados de Bolsonaro negam confissão sobre minuta de golpe

Há 18 horas

Bolsonaro volta a pedir afastamento de Moraes de inquérito sobre golpe
Brasil

Bolsonaro volta a pedir afastamento de Moraes de inquérito sobre golpe

Há 20 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais