Brasil

O que a imprensa internacional diz sobre a condenação de Lula

A imprensa internacional noticiou amplamente a condenação do ex-presidente Lula no TRF4

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante evento no Rio de Janeiro 16/01/2018 (Ricardo Moraes/Reuters)

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante evento no Rio de Janeiro 16/01/2018 (Ricardo Moraes/Reuters)

Júlia Lewgoy

Júlia Lewgoy

Publicado em 24 de janeiro de 2018 às 19h58.

Última atualização em 24 de janeiro de 2018 às 20h43.

São Paulo - A imprensa internacional noticiou amplamente a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre. "Encerramento da carreira do icônico líder", "vitória para os promotores" e "extraordinária mudança de sorte para Lula" foram alguns dos comentários dos jornais estrangeiros. 

A seguir, confira o que os principais veículos internacionais disseram:

The Washington Post

O jornal americano “The Washington Post” tuitou que a corte brasileira confirmou convicção de corrupção do ex-presidente Lula, “potencialmente encerrando a carreira do icônico líder latino-americano”.

The New York Times

O jornal “The New York Times” disse que a condenação de Lula foi “um grande golpe para os planos do político mais influente do país de concorrer à presidência novamente este ano”.

“A decisão foi uma vitória para os promotores no que pode ser o caso de maiores proporções no confronto entre o Poder Judiciário brasileiro e a elite política. Os promotores têm retratado o Sr. da Silva, que também é acusado em outros seis casos de corrupção, como um elemento fundamental do sistema político endemicamente corrupto do Brasil”,  analisou o jornal. 

Ontem, o jornal publicou um artigo do economista Mark Weisbrot, que dizia que “excluir Lula das eleições seria calamidade”. O texto apontou suposta parcialidade dos juízes envolvidos no caso.

- (NYT/Reprodução)

The Guardian

O jornal britânico de “The Guardian” disse que a a condenação de Lula “complica seus planos para concorrer a um terceiro mandato e marca uma extraordinária mudança de sorte para o líder mais popular da história brasileira moderna”.

“A decisão significa que Lula está legalmente inelegível nas eleições presidenciais de outubro – embora ele ainda tenha uma série de outras opções legais, dependendo do voto do terceiro juiz. Poucos observadores acreditam que o ex-presidente será preso”, diz o jornal inglês.

- (The Guardian/Reprodução)

Al Jazeera

A rede Al Jazeera, do Catar, disse que a condenação de Lula deve “exacerbar as tensões sociais no Brasil, que nos anos anteriores foi abalado por crises política, econômica e institucional”.

A matéria diz que o julgamento em Porto Alegre foi acompanhado de protestos contrários e a favor do ex-presidente. “Milhares de apoiadores de Lula da Silva se reuniram com cartazes com o slogan ‘Eleição sem Lula é fraude’. Em outros lugares de Porto Alegre, multidões opositoras se reuniram para comemorar a condenação”, descreve. 

- (Al Jazeera/Reprodução)

El País

O jornal espanhol “El País” afirma que a condenação de Lula “compromete as aspirações do político de esquerda para um novo mandato nas eleições presidenciais de outubro”, já que a sentença significa que ele será declarado inelegível.

No entanto, o jornal lembra que Lula “pode recorrer para adiar a execução e ganhar tempo numa tentativa de chegar em eleições em que todas as pesquisas o colocam como o grande favorito”.

- (El País/Reprodução)

Acompanhe tudo sobre:CorrupçãoCrise políticaJustiçaLuiz Inácio Lula da SilvaOperação Lava JatoPorto AlegrePT – Partido dos TrabalhadoresSergio MoroTRF4

Mais de Brasil

Com aeroporto de Porto Alegre fechado, base aérea de Canoas vai receber voos comerciais; entenda

Como será o inverno de 2024 no Brasil? Estação deve ter dias de calor e até 3ºC acima da média

Vai ter greve do Metrô amanhã? Sindicato se reúne nesta terça para decidir sobre paralisação

Sobe para 161 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Mais na Exame