Brasil

Nath Finanças, Bela Gil e padre Júlio Lancelotti entram para Conselhão; veja nomes

A primeira reunião do Conselhão aconteceu na manhã desta quinta-feira, em Brasília

O novo "Conselhão" tem 240 membros (Nath Finanças/Twitter/Reprodução)

O novo "Conselhão" tem 240 membros (Nath Finanças/Twitter/Reprodução)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 4 de maio de 2023 às 16h06.

Última atualização em 4 de maio de 2023 às 16h21.

Nathália Rodrigues, mais conhecida nas redes sociais como Nath Finanças, é a mais nova integrante do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS), o "Conselhão" de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), recriado nesta quinta-feira, 4. A administradora está ao lado de nomes como Bela Gil, padre Júlio Lancelotti e Luiza Trajano.

Nath comemorou a indicação nas redes sociais. "Meu trabalho é ajudar o governo a conversar com a população sobre educação financeira, pessoas que estão endividadas, pensar em políticas públicas e soluções para o presidente", comentou.

Natural de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, Nath Finanças tem 24 anos e é administradora. Autora de livros e cursos, a influenciadora é conhecida por dicas de finanças e gestão para pequenas empresas e pessoas de baixa renda.

Junto do anúncio, ela publicou fotos ao lado da primeira-dama, Janja, do ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, e da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

Reunião do Conselhão

A primeira reunião do Conselhão aconteceu na manhã desta quinta-feira, em Brasília. No discurso feito ao grupo, o presidente foi enfático a respeito dos entraves ao convencimento do Congresso para a aprovação de propostas.

Além de regras mais rígidas, como a expulsão na hipótese de três faltas consecutivas, o grupo é quase três vezes maior do que o de 2003. O novo 'Conselhão' tem 240 membros. Eram 82 do primeiro mandato do petista.

Durante suas gestões, Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB) mantiveram o 'Conselhão'. Em 2019, quando assumiu a Presidência, Jair Bolsonaro (PL) extinguiu o órgão.

Articulações políticas e limites do Conselhão

Embora o conselho não tenha poder deliberativo, é um espaço de importantes articulações políticas. Josué Gomes da Silva, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Luiz Carlos Trabucco, presidente do conselho de administração do Bradesco, e a socióloga Neca Setubal, herdeira do Itaú Unibanco, são alguns dos 240 integrantes do novo 'Conselhão' de Lula.

A escalação do grupo inclui o presidente da Cosan, Rubens Ometto, e Eraí Maggi, empresário do ramo da soja. E também Ayala Ferreira, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.

Também constam na lista de integrantes do grupo empresários que foram importantes para reduzir a resistência a Lula entre pesos pesados do PIB na campanha do ano passado:

  • Walfrido dos Mares Guia - faz parte do conselho de administração da Cogna Educação, foi ministro de Lula. Foi importante em 2022 para dar ao petista circulação principalmente entre empresários de Minas Gerais.
  • José Seripieri Filho - conhecido como "Júnior da Qualicorp", apesar de não ter mais relação com a empresa, realizou jantares em sua casa para apresentar Lula e petistas a empresários. Em novembro do ano passado, o então presidente eleito foi ao Egito no jatinho de Seripieri.
  • Também estão na lista os advogados Walfrido Warde e Marco Aurélio de Carvalho. Ambos foram importantes no combate de Lula à Lava-Jato e usaram seu trânsito junto à elite econômica em favor do petista. Marco Aurélio foi cotado para ser ministro da Secretaria Geral, mas o indicado para o cargo foi Márcio Macêdo.
Acompanhe tudo sobre:Luiz Inácio Lula da SilvaConselhos de administraçãoGoverno Lula

Mais de Brasil

Secretário de Turismo diz que 53% das atrações públicas do RS foram danificadas

Prefeito de Canoas diz que reconstrução de prédios públicos demanda mais de R$ 200 milhões

OPINIÃO: Nunca esqueceremos

Enchentes no RS: sobe para 155 o número de mortos; 94 pessoas seguem desaparecidas

Mais na Exame