Acompanhe:

Petista é preso transportando indígenas para votar em MS

Denilson de Lima Pinto foi preso ao transportar indígenas para votar no município de Antonio João

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Eleições: arregimentação de eleitores no dia da eleição é considerada crime pela legislação eleitoral
 (Marri Nogueira/Agência Senado)

Eleições: arregimentação de eleitores no dia da eleição é considerada crime pela legislação eleitoral (Marri Nogueira/Agência Senado)

J
José Maria Tomazela

Publicado em 26 de outubro de 2014 às, 16h09.

Campo Grande - O agricultor Denilson de Lima Pinto, de 53 anos, foi preso na manhã deste domingo ao transportar indígenas para votar no município de Antonio João, a 396 km de Campo Grande.

No carro, um Fiat Uno com adesivos do candidato petista a governador, Delcídio do Amaral, estavam três índios adultos de uma aldeia do distrito de Campestre.

Os passageiros levavam santinhos entregues pelo motorista, segundo a Polícia Militar.

Os policiais apuraram que o condutor do veículo seria cabo eleitoral da campanha petista, o que o próprio Denilson negou. Ele disse que era apenas eleitor do PT e que havia oferecido uma carona para os índios.

O carro tinha documentação irregular e foi apreendido. O suspeito e os índios foram levados a uma delegacia da Polícia Civil.

A arregimentação de eleitores no dia da eleição é considerada crime pela legislação eleitoral. Até as 13h (horário local), o suspeito continuava detido.

Últimas Notícias

Ver mais
Código Eleitoral: relator apresenta sugestões de PEC para fim da reeleição e mandatos de 5 anos
Brasil

Código Eleitoral: relator apresenta sugestões de PEC para fim da reeleição e mandatos de 5 anos

Há 20 horas

União Brasil pode adiar definição de novo presidente; entenda disputa no partido
Brasil

União Brasil pode adiar definição de novo presidente; entenda disputa no partido

Há um dia

EUA: Justiça nega pedido de Trump para suspender julgamento que o força a pagar US$ 355 mi
Mundo

EUA: Justiça nega pedido de Trump para suspender julgamento que o força a pagar US$ 355 mi

Há um dia

Eleições podem afetar Tributária, mas seria 'temerário' não cumprir calendário, diz relator
Brasil

Eleições podem afetar Tributária, mas seria 'temerário' não cumprir calendário, diz relator

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais