Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Mensagens turbinadas por empresários; Haddad elogia Moro; Mortes na Crimeia e mais…
Mortes na Crimeia: nesta quarta-feira, ao menos 19 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas em uma escola da Crimeia, região do Mar Negro
Mortes na Crimeia: nesta quarta-feira, ao menos 19 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas em uma escola da Crimeia, região do Mar Negro
r
redação exame

Publicado em 18/10/2018 às 06:57.

Última atualização em 18/10/2018 às 07:23.

Mensagens turbinadas por empresários

O jornal Folha de S. Paulo traz nesta quinta-feira uma reportagem exclusiva mostrando que empresas estão comprando pacotes de disparo em messa de mensagens contra o PT. Cada contra gira em torno de 12 milhões de reais e, entre as compradoras, está a varejista Havan, cujo dono, Luciano Hang, é um dos principais apoiadores de Jair Bolsonaro. A prática é ilegal, pois mascara doação de campanha por empresas, prática vedada pela legislação eleitoral.

Estudante mata 19 na Crimeia

Ao menos 19 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas em uma escola da Crimeia, região do Mar Negro, nesta quarta-feira quando um estudante percorreu o edifício disparando contra colegas e depois se matou, disseram autoridades de segurança da Rússia. Vladislav Roslyakov, de 18 anos, chegou à escola da cidade de Kerch na tarde desta quarta-feira portando uma arma de fogo e começou a atirar, disseram investigadores. Mais tarde seu corpo foi encontrado na escola com o que descreveram como ferimentos de bala autoinfligidos. Não surgiram indícios imediatos sobre seu motivo para realizar tal ataque, que lembrou massacres a tiros semelhantes cometidos por alunos de escolas dos Estados Unidos. A Rússia anexou a península da Crimeia da Ucrânia em 2014, provocando repúdio internacional e sanções ocidentais.

Giro pelos estados

O Ibope divulgou na noite de ontem uma série de pesquisas eleitorais sobre o segundo turno nos estados. No Distrito Federal, o candidato do MDB Ibaneis Rocha tem 75% dos votos válidos, contra 25% de Rodrigo Rolemberg, do PSB. Em Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) lidera com 66% contra 34% de Antonio Anastasia (PSDB). No Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSL) tem 60% contra 40% de Eduardo Paes (DEM). No Rio Grande do Norte, a petista Fátima Bezerra lidera com 54% ante 46% de Carlos Eduardo (PDT).

Haddad elogia Moro e FHC

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, fez nesta quarta-feira, 17, acenos ao eleitorado de centro que não manifestou apoio a ele. Em entrevista ao SBT exibida na noite desta quarta-feira, 17, o petista fez elogios ao juiz federal Sérgio Moro e ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ao mesmo tempo que não deixou de criticar a ex-presidente Dilma Rousseff. Questionado sobre a opinião que tinha em relação ao juiz Moro, responsável pela Lava Jato e pela condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril em Curitiba, afirmou que “em geral, ele ajudou”, mas que sentenciou Lula sem provas.

FHC: frente democrática é coisa do passado

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deixou ainda mais distante as chances de participar uma frente democrática em apoio ao candidato à Presidência do PT, Fernando Haddad. Nesta quarta-feira, 17, o tucano argumentou que os eleitores “não mais levam em conta a orientação dos partidos”. “A frente democrática é uma expressão que havia no passado. Como disse aqui, acho que os partidos, as instituições, os sindicatos, estão um pouco escorregadios porque a sociedade mudou. Vocês acham que as pessoas vão olhar para alguma frente?” questionou o tucano, que recebeu nesta quarta o prêmio “Professor Emérito – Troféu Guerreiro da Educação Ruy Mesquita”, concedido pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo.

General pede prisão de ministros

O general Eliéser Girão Monteiro Filho, deputado eleito pelo PSL no Rio Grande do Norte, defendeu o impeachment e a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) responsáveis pela libertação de políticos acusados de corrupção, como o ex-deputado José Dirceu (PT) e os ex-governadores do Paraná Beto Richa (PSDB) e de Goiás Marconi Perillo (PSDB). Segundo ele, “o impeachment de vários ministros” se insere em um “plano de moralização das instituições da República”. “Não tem negociação com quem se vendeu para o mecanismo”, escreveu em sua conta no Twitter, em referência à série da Netflix sobre a Lava Jato. “Destituição e prisão”, completou.

Justiça de SP extingue processo contra Ustra

A Justiça de São Paulo extinguiu nesta quarta-feira, 17, o processo que havia condenado o coronel reformado do Exército Carlos Alberto Brilhante Ustra, morto em 2015, ao pagamento de uma indenização de R$ 100 mil à família do jornalista Luiz Eduardo Merlino, assassinado em julho de 1971 durante a ditadura militar. Na decisão de primeira instância da ação por danos morais movida pela família de Merlino, o coronel Ustra havia sido condenado à indenização por ter participado e comandado sessões de tortura que mataram o jornalista. No entanto, a defesa de Ustra recorreu da ação e conseguiu a extinção.

Temer pressionado

Michel Temer teve mais uma série de más notícias nesta quarta-feira. A Polícia Federal divulgou o relatório final sobre a investigação de esquemas de corrupção no setor portuário. De acordo com o texto, assinado pelo delegado Cleyber Malta Lopes, Temer recebeu diretamente 5,9 milhões de reais de propina. A PF indiciou Temer, sua filha Maristela de Toledo, o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR) – o “homem da mala dos R$ 500 mil” -, o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho (o coronel Lima, amigo do presidente), a arquiteta Maria Rita Fratezi (mulher do coronel), além de executivos da empresa Rodrimar e do grupo Libra no inquérito dos Portos. Quatro pessoas, entre elas o coronel Lima, tiveram a prisão pedida.

Economia cresce 0,47% em agosto

Após avançar 0,65% em julho (dado já revisado), a economia brasileira voltou a crescer em agosto de 2018. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) teve alta de 0,47% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal, informou na manhã desta quarta-feira, 16, o Banco Central. O índice de atividade calculado pelo BC passou de 139,03 pontos para 139,68 pontos na série dessazonalizada de julho para agosto. Este é o maior patamar para o IBC-Br com ajuste desde junho de 2015 (139,95 pontos).

FED deve manter altas nos juros

O Federal Reserve (Fed, o banco Central americano) afirmou que é “muito provável” que continue elevando “gradualmente” as taxas de juros, diante da força do crescimento econômico do país, segundo relatório da reunião monetária de 26 de setembro, divulgado nesta quarta-feira (17). Entre os possíveis riscos para a economia, o Fed citou turbulências financeiras para alguns países emergentes, que poderiam representar “riscos adicionais se essas dificuldades se propagarem na economia global”. Além disso, reiterou as incertezas provocadas pelas tensões comerciais.