Brasil

Maluf apresenta "melhora relativa", mas segue sem previsão de alta

Deputado enfrenta metástase óssea em decorrência de um câncer de próstata, de acordo com o Hospital Sírio-Libanês

Maluf: deputado teve direito a prisão domiciliar concedido no fim de março por causa de seus problemas de saúde (Leonardo Benassatto/Reuters)

Maluf: deputado teve direito a prisão domiciliar concedido no fim de março por causa de seus problemas de saúde (Leonardo Benassatto/Reuters)

AB

Agência Brasil

Publicado em 13 de abril de 2018 às 19h37.

Última atualização em 13 de abril de 2018 às 19h39.

O deputado federal afastado Paulo Maluf (PP-SP) está com metástases múltiplas ósseas decorrentes do câncer de próstata, disse hoje (13), em boletim médico, o Hospital Sírio-Libanês, onde o político está internado desde o último dia 5. Segundo a divulgação, Maluf apresentou nos últimos dias uma "melhora relativa".

"O paciente Paulo Salim Maluf apresentou nos últimos dias uma melhora relativa. No entanto, exames realizados ontem, dia 12, detectaram múltiplas metástases ósseas decorrentes do câncer de próstata. Ele continuará internado, sem previsão de alta", diz o boletim.

No final de março, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu prisão domiciliar ao parlamentar, que cumpria pena no Presídio da Papuda, em Brasília, por ter sido condenado pelo crime de lavagem de dinheiro. A decisão liminar será analisada na próxima quarta-feira (18) pelo plenário do STF.

Acompanhe tudo sobre:DoençasPaulo MalufPrisões

Mais de Brasil

'Só temos uma coisa desajustada: o comportamento do Banco Central', diz Lula

Quaest: Eduardo Paes aparece com 51% das intenções de votos no RJ e lidera pesquisa

Universidades federais: governo faz proposta a funcionários tecnicos; categoria pode encerrar greve

Caso Marielle: STF analisa nesta terça-feira denúncia contra acusados de mandar matar vereadora

Mais na Exame