Brasil

Líderes do PCC em Alcaçuz serão levados para prisões federais

Justiça autorizou as transferências, mas, por questões de segurança, a Sejuc não informou para onde eles serão levados

Presídio em Natal: no dia 14 de janeiro, 26 detentos foram mortos durante uma rebelião em Alcaçuz (Nacho Doce/Reuters)

Presídio em Natal: no dia 14 de janeiro, 26 detentos foram mortos durante uma rebelião em Alcaçuz (Nacho Doce/Reuters)

AB

Agência Brasil

Publicado em 31 de janeiro de 2017 às 12h18.

Cinco presos, apontados como líderes do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC), presos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Natal (RN), serão transferidos para presídios federais. A informação foi confirmada hoje (31) pela Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejuc) do estado.

A Justiça autorizou as transferências, mas, por questões de segurança, a Sejuc não informou para onde eles serão levados.

No dia 14 de janeiro, 26 detentos foram mortos durante uma rebelião em Alcaçuz. O motim envolveu membros das facções rivais PCC e Sindicato do Crime do RN.

Na última sexta-feira (27), integrantes da força tarefa federal, agentes penitenciários e policiais militares iniciaram uma operação no presídio para retormar o controle dos pavilhões que estão ocupados por presos.

Acompanhe tudo sobre:Natal (RN)PCCPresídiosPrisõesRio Grande do Norte

Mais de Brasil

Ministro do Trabalho vincula mudanças em crédito consignado a fim do saque-aniversário

Bolsonaristas criticam Moraes por derrubar norma sobre aborto; governistas apoiam decisão

Enchentes agora atingem SC; mais de 800 estão fora de casa devido a inundações

Nível do Guaíba cai 17 cm em Porto Alegre e segue baixando

Mais na Exame