Acompanhe:

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o emprego da Força Nacional em terras indígenas localizadas no Rio Grande do Sul. São três portarias que tratam da autorização, todas publicadas na edição desta sexta-feira, 1, do Diário Oficial da União.

A primeira delas dispõe sobre o uso da Força Nacional na região da Terra Indígena Rio dos Índios, no Rio Grande do Sul, em apoio aos órgãos de segurança pública do Estado e à Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, por 90 dias.

Força atuará por três meses

Outra portaria dispõe sobre o emprego da Força na Terra Indígena Cacique Doble e na Terra Indígena Passo Grande do Rio Forquilha, também no Rio Grande do Sul, em apoio aos órgãos de segurança pública do Estado, nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado, por 90 dias.

Por fim, foi também autorizado o uso da Força Nacional na região da Terra Indígena Guarita e Terra Indígena Nonoai, no Rio Grande do Sul, por 90 dias, em apoio aos órgãos de segurança pública do Estado, nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças
Brasil

Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças

Há 7 horas

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento
Brasil

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento

Há 7 horas

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados
Brasil

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados

Há 7 horas

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'
Brasil

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais