Brasil

Como consultar seguro-desemprego pelo CPF?

Tire todas as suas dúvidas na hora de consultar o seguro-desemprego e faça isso usando apenas o CPF. Saiba como

 (Divulgação: RafaPress/Getty Images)

(Divulgação: RafaPress/Getty Images)

Thais Tenher
Thais Tenher

Jornalista freelancer

Publicado em 16 de janeiro de 2024 às 08h00.

O seguro-desemprego é um direito fundamental garantido para amparar funcionários do regime CLT em caso de demissão. Em um momento delicado, muitas vezes o trabalhador fica perdido por onde começar, quais documentos são necessários, além de como consultar o pedido de seguro-desemprego. 

Mas fique tranquilo, pois toda a comunicação feita pelo Governo Federal foi pensada para facilitar esse processo e nós vamos te explicar todas as formas de consultar o seu seguro-desemprego com o número de CPF, sem complicado. Veja também se você se encaixa no benefício e o que fazer caso o pedido seja negado. 

Como consultar seguro-desemprego pelo CPF?

Você pode consultar o seu seguro-desemprego utilizando apenas o CPF. Para saber o caminho, preparamos um passo a passo indicando dois canais onde se é possível fazer a busca, veja o tutorial em cada um deles: 

Portal Emprega Brasil

Pelo Portal do Emprega Brasil, o contribuinte consegue consultar de forma online o benefício em alguns cliques, pelo celular. 

Preparamos um passo a passo completo para você não se perder, confira: 

  • Acesse o site do Portal Emprega Brasil;
  • Faça o login utilizando as informações do Gov.br;
  • Selecione a página "Seguro-Desemprego";
  • Clique em "Consultar Seguro-Desemprego";
  • Pronto, agora você terá acesso às informações buscadas.

No portal Emprega Brasil também é possível:

  • consultar as informações da sua Carteira de Trabalho Digital;
  • consultar a situação do seu Benefício TAC-Taxista;
  • consultar a situação do seu Benefício Emergencial;
  • buscar emprego de acordo com o seu perfil profissional;
  • obter informações sobre o Abono Salarial;

Caixa Econômica Federal

Pela Caixa Econômica Federal, também é fácil consultar as informações a respeito do seguro-desemprego. 

Basta seguir o passo a passo detalhado que preparamos para auxiliá-lo: 

  • Entre no site da Caixa Econômica Federal;
  • Digite "Seguro-Desemprego" no ícone de pesquisa (uma lupa);
  • Selecione o botão do Portal Cidadão;
  • Digite seu CPF e faça a validação por email;
  • Clique no botão "Seguro-Desemprego";
  • Pronto, basta clicar em "Consultar parcelas" e terá acesso a todas as informações do benefício. 

Quais os documentos necessários para solicitar seguro-desemprego?

Para dar entrada no benefício do seguro-desemprego, você precisa primeiramente separar alguns documentos, dentre eles, os registros: 

  • Requerimento do seguro-desemprego;
  • O PIS-PASEP, extrato atualizado ou Cartão Cidadão;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • Termo de rescisão do contrato de trabalho;
  • Carteira de identidade ou documento de identificação oficial com foto;
  • CPF;
  • 03 últimos contracheques;
  • Comprovante de saque do FGTS.

Como dar entrada no seguro-desemprego?

Para dar entrada no seguro, é necessário que o cidadão junte alguns documentos e vá até os locais competentes para que o seguro possa ser solicitado. Depois dos documentos reunidos, o contribuinte deve procurar alguns locais específicos, como Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE), Secretaria Especial da Previdência e Trabalho (SEPRT), Sistema Nacional de Emprego (SINE) ou postos homologados pelo Ministério do Trabalho

O que é seguro-desemprego?

O seguro-desemprego é um benefício disponibilizado pela CLT (Consolidação das leis de trabalho), é assegurado a todos os contribuintes que tenham cumprido o período de carência, ou seja, contribuição, por no mínimo 18 meses nos últimos 24 meses anteriores à solicitação. 

No caso do segundo pedido de salário desemprego, deve-se ter cumprido o período de 12 meses, nos últimos 18 meses. 

Quem tem direito ao seguro-desemprego?

Para saber se você tem direito ao seguro-desemprego, alguns requisitos devem ser cumpridos, como: 

  • A dispensa ter sido feita sem justa causa;
  • Tem que estar desempregado no momento do requerimento;
  • Respeitar o período de carência de acordo com o tempo de contribuição; 
  • Não possuir renda para sustento próprio e ou da família;
  • Não ter benefícios em curso, exceto pensão por morte e auxílio-acidente.

Qual o valor do seguro-desemprego?

Hoje em dia, o valor do salário-desemprego pelo trabalhador contribuinte do INSS tem seu piso em R$1.412, correspondentes ao valor do salário mínimo nacional em 2024

Como pedir a revisão do seguro-desemprego

Você pode solicitar a revisão do pedido do seguro-desemprego pelo app da carteira de trabalho digital. O período de revisão pode durar até 30 dias e você pode acompanhar a solicitação pelo próprio aplicativo. 

Acompanhe tudo sobre:Seguro-desemprego

Mais de Brasil

Censo 2022: Brasil tem 106,8 milhões de endereços, um aumento de 19,5% em relação ao Censo anterior

Um em cada oito endereços do Brasil fica dentro de condomínios, indica Censo

Censo: quase um quarto dos endereços do Brasil não tem número; confira o ranking por estado

Dos 33 deputados favoráveis ao PL que equipara aborto a homicídio, 11 são mulheres

Mais na Exame