Brasil

Forte chuva faz São Paulo entrar em estado de atenção para alagamentos

Já chove forte e com potencial queda de granizo em Osasco, Barueri e Santana de Parnaíba, todos municípios ao oeste da capital, diz prefeitura

Chuva: Prefeitura alerta para alagamentos (Getty Images)

Chuva: Prefeitura alerta para alagamentos (Getty Images)

Publicado em 18 de fevereiro de 2024 às 15h41.

Última atualização em 18 de fevereiro de 2024 às 18h48.

Uma forte chuva que caiu sobre a capital paulista na tarde deste domingo, 18, fez o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, acionar o estado de atenção para alagamentos. O alerta valeu para todas as regiões diante da intensidade do temporal.

"O aquecimento em combinação com a brisa marítima, geram instabilidades que podem ter até forte intensidade. Já chove forte e com potencial para queda de granizo em Osasco, Barueri e Santana de Parnaíba, todos municípios ao oeste da capital", informou o órgão da Prefeitura às 14h40, horário em que o estado de atenção foi acionado.

Chuva causa transbordamento de cinco córregos

No total, cinco córregos na capital paulista transbordaram e cinco subprefeituras foram colocadas em alerta pelo CGE-SP. Os alagamentos ocorreram nas regiões de Vila Prudente (Córrego Mooca), Butantã (Córrego Poá), Sé (Córrego Saracura), Itaquera (Rio Verde) e Itaim Paulista (Córrego Água Vermelha).

O Corpo de Bombeiros atendeu 99 chamadas motivadas por enchentes ou alagamentos. Dezoito pontos de ruas e avenidas foram alagados e deixaram intransitáveis trechos de avenidas como Francisco Morato, Marques de São Vicente, Rebouças e Salim Sarah Maluf. Foram registradas 96 quedas de árvores até 17 horas. Não há registro sobre vítimas.

Houve queda de granizo nos bairros da Lapa (Zona Oeste) e Penha (Zona Leste). As rajadas de vento mais fortes ocorreram na Zona Norte, com 66,3 km por hora medidos na Estação Santana/Tucuruvi.

Orientações sobre a chuva

Veja orientações da Prefeitura para evitar problemas decorrentes de alagamentos

  • Evite transitar em ruas alagadas;
  • Se a chuva causou inundações, não se aventure a enfrentar correntezas;
  • Fique em lugar seguro. Se precisar, peça ajuda;
  • Mantenha-se longe da rede elétrica e não pare debaixo de árvores. Abrigue-se em casas e prédios;
  • Planeje suas viagens, para que haja menor possibilidade de enfrentar engarrafamentos causados por ruas bloqueadas;
  • Em caso de dúvida sobre vias bloqueadas, ligue para a central de atendimento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) através do número 156 ou entre no site da CET para saber como está o trânsito nas principais vias.

Na segunda-feira, 19, a probabilidade da ocorrência de chuva moderada a forte a partir da tarde "aumenta significativamente na região da capital e Grande São Paulo", disse o CGE. "O dia deve começar com termômetros por volta dos 20°C e no decorrer da tarde a temperatura máxima atinge facilmente os 28°C, enquanto os porcentuais mínimos de umidade do ar se mantêm acima dos 48%."

Acompanhe tudo sobre:Chuvassao-paulo

Mais de Brasil

Como vão funcionar os embarques e desembarques em Canoas?

Cidade de São Paulo está em alerta para alagamentos nesta segunda-feira

Latam faz primeiro voo comercial à Base Aérea de Canoas, no RS

Praias particulares? CCJ do Senado discute proposta que pode "privatizar" áreas da marinha

Mais na Exame