Brasil

Falha no Banco Central atrasa pagamento de 45 mil parcelas do seguro-desemprego

O Ministério do Trabalho e Emprego confirmou, na quinta-feira, 18, que o pagamento será efetuado no próximo lote, programado para terça-feira, 23 de maio

Apenas as parcelas via TED foram afetadas e serão reemitidas (Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

Apenas as parcelas via TED foram afetadas e serão reemitidas (Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 19 de maio de 2023 às 19h56.

Uma falha no Banco Central impediu o pagamento de 45.335 parcelas do seguro-desemprego via Transferência Eletrônica Disponível (TED) que estavam programadas para terça-feira, 16, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego.

A Caixa Econômica Federal, que paga o benefício, disse que o erro aconteceu devido à indisponibilidade na operação TED do Banco Central. O Estadão questionou o BC sobre o problema, mas não obteve resposta até a publicação deste texto.

Pagamento será efetuado no próximo lote

O ministério confirmou, na quinta-feira, 18, que o pagamento será efetuado no próximo lote, programado para terça-feira, 23 de maio. Não será necessário realizar solicitação junto à pasta.

Apenas as parcelas via TED foram afetadas e serão reemitidas. O restante foi pago normalmente, segundo o governo.

As informações do pagamento estarão disponíveis para consulta na Carteira de Trabalho Digital, a partir das 12h de sábado, 20.

Quanto recebo no seguro desemprego?

Para quem ganha, em média, até R$ 1.968,36: multiplica-se o salário médio por 0,8

Para quem ganha, em média, de R$ 1.968,37 até R$ 3.280,93: o que exceder a R$ 1.968,36 multiplica-se por 0,5 e soma-se com R$ 1.574,69

Para quem ganha, em média, acima de R$ 3.280,93: o valor será invariável de R$ 2.230,97

Acompanhe tudo sobre:Banco CentralSeguro-desempregoDesemprego

Mais de Brasil

O que aconteceu com o maior avião do mundo que teve 'clarão' antes de decolar em SP?

STF forma maioria para descriminalizar porte de maconha para uso pessoal

Toffoli envia complemento de voto em que defende acabar com registro criminal para usuário de drogas

Operação da PF investiga invasão e uso criminoso do aplicativo E-título

Mais na Exame