Acompanhe:

Ensino remoto até o fim de 2021 é aprovado pelo CNE

Medida prevê pontos como a fusão de anos letivos e a continuação do ensino à distância. Agora, deve seguir para aprovação do MEC

Modo escuro

Continua após a publicidade
Escolas de todo país poderão continuar com o ensino remoto até o ano que vem (Germano Lüders/Exame)

Escolas de todo país poderão continuar com o ensino remoto até o ano que vem (Germano Lüders/Exame)

K
Karina Souza

Publicado em 6 de outubro de 2020 às, 20h48.

Última atualização em 7 de outubro de 2020 às, 09h14.

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou uma medida que permite continuar com o ensino remoto até 2021. De acordo com informações do jornal O Globo, a medida prevê a reorganização flexível dos sistemas e sugere que as redes possam fundir os anos escolares dos estudantes, de modo que concluam no próximo ano o conteúdo prejudicado por causa da pandemia. O texto, agora, deve seguir para o Ministério da Educação (MEC).

Sem caráter obrigatório, as diretrizes são válidas em âmbito nacional e abrangem todas as etapas da vida escolar – da educação básica ao ensino superior. Em relação às reprovações, o CNE afirma que não pode ditar o que as instituições de ensino vão fazer, mas sugere que as avaliações sejam feitas a partir de métodos de avaliação alternativos aos testes e provas.

As medidas devem ser adotadas pela cidade de São Paulo. De acordo com informações do G1, o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, anunciou que a rede estadual deverá adotar um ciclo único para o ano letivo de 2020 e 2021. Ele ainda afirmou que a ideia é fazer a unificação em oito bimestres para diluir o ensino e facilitar a capacidade de os alunos recuperarem o conteúdo perdido.

Últimas Notícias

Ver mais
Lula reitera a chanceler russo disposição do Brasil de colaborar para um acordo de paz na Ucrânia
Brasil

Lula reitera a chanceler russo disposição do Brasil de colaborar para um acordo de paz na Ucrânia

Há 3 horas

Mortes de Ianomâmis em 2023 superam 2022 e governo anuncia hospital exclusivo para indígenas
Brasil

Mortes de Ianomâmis em 2023 superam 2022 e governo anuncia hospital exclusivo para indígenas

Há 3 horas

Após tomar posse no STF, Dino diz que vai atuar com isenção e defende harmonia entre os Poderes
Brasil

Após tomar posse no STF, Dino diz que vai atuar com isenção e defende harmonia entre os Poderes

Há 4 horas

PF prende três homens por suspeita de ajudar os dois fugitivos do presídio federal de Mossoró
Brasil

PF prende três homens por suspeita de ajudar os dois fugitivos do presídio federal de Mossoró

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais