Acompanhe:

Eletrobras: há compradores para energia de Belo Monte

Rio de Janeiro - O diretor financeiro da Eletrobras, Armando Casado, disse hoje (19) que já há interessados em comprar a energia livre da Usina Hidrelétrica de Belo Monte (PA) por um preço superior a R$ 130 pelo megawatt/hora (MWh). A Eletrobras, que detém 49,9% do consórcio que vai construir e operar a usina, já […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

V
Vitor Abdala

Publicado em 10 de outubro de 2010 às, 03h42.

Rio de Janeiro - O diretor financeiro da Eletrobras, Armando Casado, disse hoje (19) que já há interessados em comprar a energia livre da Usina Hidrelétrica de Belo Monte (PA) por um preço superior a R$ 130 pelo megawatt/hora (MWh). A Eletrobras, que detém 49,9% do consórcio que vai construir e operar a usina, já havia dito que está disposta a comprar os 20% da energia destinados ao mercado livre por até R$ 130.

Segundo Casado, se os interessados concretizarem a proposta de compra por um preço acima de R$ 130, a Eletrobras está disposta a abrir mão dessa energia livre, que seria distribuída entre 2015 e 2016, quando Belo Monte já estiver funcionando.

"A até R$ 130, nós ficamos [com a energia] porque entendemos que conseguimos colocar essa energia no mercado. Tomei conhecimento de que existem interessados em cobrir essa oferta de R$ 130. Mas isso está no âmbito da sociedade de propósito específico [Consórcio Norte Energia], que tem 18 sócios", disse Casado.

De acordo com o diretor, para a Eletrobras, como acionista, é mais interessante vender os 20% de energia de Belo Monte por um preço superior aos R$ 130 do que ela própria comprar essa energia e distribuí-la ao mercado. "Um preço superior vai aumentar ainda mais a rentabilidade do projeto. Então, não haverá de nossa parte nenhuma objeção. É lógico que o Consórcio Norte Energia vai otimizar o projeto dele vendendo para aquele que pagar mais", disse.

Casado explicou que, caso o interessado deseje comprar apenas parte dos 20% da energia livre, a Eletrobras poderá comprar o restante. "Se os interessados quiserem 10%, os outros 10%, a R$ 130, nós compramos", disse.

O governo federal deverá assinar o contrato de concessão de Belo Monte para o Consórcio Norte Energia na próxima semana. Segundo Casado, ainda será necessário esperar as licenças ambientais para a instalação do canteiro de obras no local. Belo Monte será a terceira maior hidrelétrica do mundo, com capacidade de gerar cerca de 11.200 MW, a partir de 2015.

Durante apresentação do resultado financeiro da empresa a acionistas, no Rio de Janeiro, o diretor da Eletrobras disse que a estatal está interessada também em participar do futuro leilão para a construção da Usina Hidrelétrica de Tapajós (PA). "Nós temos como condicionante forte cobrir o custo de capital da Eletrobras. Isso é o mínimo para estarmos no leilão", disse.

Segundo o diretor, os investimentos da Eletrobras em projetos já em andamento somam R$ 24,9 bilhões em geração (sem contar Belo Monte, que tem custo previsto de R$ 10 bilhões para a estatal) e R$ 6,3 bilhões em linhas de transmissão de energia elétrica.

Casado disse ainda que a Eletrobras pretende captar US$ 2 bilhões no mercado ainda neste ano, para poder fazer seus investimentos. "Desses US$ 2 bilhões, em andamento já estão US$ 500 milhões do Bird [Banco Mundial] e mais US$ 500 milhões num empréstimo sindicalizado. Ainda por fazer, há US$ 1 bilhão em bônus que estamos estudando para implementar até o final do ano", disse.

Leia mais notícias sobre a Eletrobras

Siga as notícias do site EXAME sobre Economia no Twitter

Últimas Notícias

Ver mais
MP que baixa preço de conta de luz é agenda de curto prazo, diz Aneel
Brasil

MP que baixa preço de conta de luz é agenda de curto prazo, diz Aneel

Há um dia

Boa Safra lança oferta de até R$ 400 milhões para financiar crescimento
Exame IN

Boa Safra lança oferta de até R$ 400 milhões para financiar crescimento

Há um dia

O que esporte e transição energética têm em comum? Para Bernardinho, tudo
Um conteúdo Bússola

O que esporte e transição energética têm em comum? Para Bernardinho, tudo

Há 2 dias

O plano de 100 dias da Sabesp para o pós-privatização
Exame IN

O plano de 100 dias da Sabesp para o pós-privatização

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais