Brasil
Acompanhe:

Disney não autorizou Joice Hasselmann a usar "Muppets" em sua campanha

Personagem da atração, "Miss Piggy" é um dos apelidos maldosos usados por bolsonaristas para atacar da deputada nas redes sociais

Joice Hasselmann: na sexta (2), a candidata à Prefeitura de São Paulo utilizou imagens de "Os Muppets" em sua campanha no Facebook (José Cruz/Agência Brasil)

Joice Hasselmann: na sexta (2), a candidata à Prefeitura de São Paulo utilizou imagens de "Os Muppets" em sua campanha no Facebook (José Cruz/Agência Brasil)

G
Gabriel Justo

6 de outubro de 2020, 15h52

A Disney informou nesta terça-feira (6) que não autorizou a deputada Joice Hasselmann (PSL) a utilizar os bonecos de "Os Muppets" em sua campanha pela Prefeitura de São Paulo.

Na última sexta (2), a candidata publicou em seu Facebook um vídeo com imagens da atração infantil com a legenda "sextou!". O vídeo busca se apropriar e ressignificar apelidos maldosos usados por bolsonaristas para atacar Joice desde que ela deixou o governo Bolsonaro, como "Miss Piggy" e "Peppa Pig", ambos em referência ao seu peso.

 

Em nota, a Disney, que detém os direitos da atração, apenas se limitou a dizer que não os cedeu para a campanha de Joice - e que não fará nenhum comentário adicional sobre o assunto.

Assim que foi publicado, o vídeo recebeu críticas de bolsonaristas no Twitter. "O PSL gastou fundo partidário pra passar essa vergonha, ou passa vergonha de graça mesmo?", questionou o deputado estadual de SP Gil Diniz. Filho do presidente, Carlos Bolsonaro respondeu o tweet: "Se eu replicar esse vídeo serei alvo de “inquérito” ou processo?"

Na última pesquisa EXAME/Ideia, divulgada no último dia 23, a candidata do PSL aparece com 1% das intenções de voto. Bruno Covas (PSDB) e Celso Russomanno (Republicanos) compõem um empate técnico no primeiro lugar, com 22% e 21%, respectivamente. Guilherme Boulos (Psol) aparece em terceiro lugar, com 11%.