Acompanhe:

O desmatamento na Amazônia brasileira caiu 59% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado, mantendo a tendência registrada nos últimos meses, conforme dados oficiais divulgados nesta sexta-feira, 6. 

A destruição da maior floresta tropical do planeta em território brasileiro foi de 590,3 km² no mês passado, ante os 1.454,7 km² desmatados em setembro de 2022, segundo o sistema de vigilância por satélite Deter do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Fique por dentro das últimas notícias no WhatsApp da Exame. Inscreva-se aqui 👉 https://t.ly/6ORRo

Os dados confirmam a tendência de redução do desmatamento na Amazônia, coincidindo com os primeiros meses do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula voltou ao poder em janeiro com a promessa de reverter as políticas ambientais de seu antecessor Jair Bolsonaro, sob cuja administração o desmatamento da Amazônia avançou 75% em relação à média da década anterior.

Entre janeiro e setembro deste ano, a área destruída atingiu 4.302 km², pouco mais da metade dos 8.590 km² registrados no mesmo período de 2022.

Os dados promissores sobre a Amazônia são acompanhados, porém, de um novo aumento do desmatamento no Cerrado, savana tropical de enorme biodiversidade que vem perdendo parte de sua vegetação nativa, principalmente, devido ao avanço do agronegócio.

Neste bioma, foi registrada uma destruição de 516,7 km² em setembro, 89% a mais que no mesmo mês de 2022 e um recorde para o mês de setembro desde o início das medições em 2018.

Na Amazônia, setembro costuma ser um mês seco, com maior risco de destruição com desmatamento e incêndios.

Atualmente, a região enfrenta uma seca extrema — intensificada pelo fenômeno El Niño — que diminuiu o nível dos rios e mantém as autoridades em alerta.

Nesta semana, o governo federal enviou reforços ao estado do Amazonas para combater as queimadas e garantir o abastecimento de água e alimentos para a população.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró
Brasil

PF prende dono de sítio suspeito de ajudar fugitivos de presídio de Mossoró

Há 10 horas

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas
Brasil

Em primeiro voto no STF, Dino é a favor de vínculo empregatício entre Uber e motoristas

Há 11 horas

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há 12 horas

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado
Brasil

Projeto de lei quer proibir que motorista de aplicativo cobre passageiro pelo uso do ar-condicionado

Há 14 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais