Brasil

Deputado protesta contra citação de Campos em delação

Desde o dia 29, Paulo Roberto Costa tem prestado depoimentos à Justiça Federal do Paraná nos quais revela o suposto envolvimento de políticos em esquema


	Júlio Delgado: ele pediu novamente a Costa que revelasse nomes dos envolvidos na delação
 (Antonio Cruz/ABr)

Júlio Delgado: ele pediu novamente a Costa que revelasse nomes dos envolvidos na delação (Antonio Cruz/ABr)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de setembro de 2014 às 17h34.

Brasília - O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) protestou nesta quarta-feira, 17, contra o fato de ter aparecido o nome do ex-candidato do PSB a presidente, Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em Santos, no litoral de São Paulo, em agosto, em reportagens que relatariam os termos da delação premiada que é feita pelo ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

"Surgiu o nome de alguém que já morreu e que nem direito de se defender tem, não disputa eleições, não disputará eleições", afirmou Delgado, na sessão da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras.

Ele pediu, mais uma vez, a Costa que revelasse os nomes dos envolvidos na delação.

Desde o dia 29, Costa tem prestado depoimentos à Justiça Federal do Paraná nos quais revela o suposto envolvimento de políticos no esquema de recebimento de propina em contratos da estatal no período em que foi diretor (2004-2012).

O ex-diretor de Refino e Abastecimento se negou a falar.

Acompanhe tudo sobre:Capitalização da PetrobrasCorrupçãoEduardo CamposEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas estataisEscândalosEstatais brasileirasFraudesGás e combustíveisGovernadoresIndústria do petróleoIrregularidadesPetrobrasPetróleoPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileiros

Mais de Brasil

Sobe para 157 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Fortes chuvas devem atingir Sul e Nordeste; RS deve enfrentar frio intenso

Ministro do Trabalho vincula mudanças em crédito consignado a fim do saque-aniversário

Bolsonaristas criticam Moraes por derrubar norma sobre aborto; governistas apoiam decisão

Mais na Exame