DEM declara apoio a Alckmin horas antes de anúncio oficial do blocão

Com a decisão, tomada por unanimidade pela Executiva Nacional do partido, fica retirada a pré-candidatura ao Planalto de Rodrigo Maia

São Paulo - O DEM aprovou nesta quarta-feira o apoio do partido ao pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, horas antes de o blocão, grupo de partidos de que o DEM faz parte, anunciar oficialmente a aliança com o tucano na eleição de outubro.

Com a decisão, tomada por unanimidade pela Executiva Nacional do DEM realizada em Brasília, fica retirada a pré-candidatura ao Planalto do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que está em viagem ao exterior.

De acordo com o presidente do partido, o prefeito de Salvador ACM Neto, a decisão da Executiva será formalizada pela convenção nacional da legenda, marcada para a próxima semana.

"Uma aprovação com a unanimidade do apoio do Democratas à candidatura de Geraldo Alckmin a presidente da República", disse o prefeito a jornalistas, acrescentando que o apoio do blocão --formado por PP, DEM, PR, PRB e Solidariedade-- a Alckmin será anunciada na manhã de quinta. O grupo marcou entrevista coletiva às 10h em um hotel em Brasília para anunciar a decisão.

"Ainda hoje nós vamos dialogar com os demais partidos do centro democrático e amanhã, às 10 horas da manhã, estaremos formalizando, tornando público este apoio de cinco partidos que eu entendo que serão decisivos para essa caminhada de Geraldo Alckmin rumo à Presidência da República", disse ACM Neto.

O apoio do blocão a Alckmin foi acertado em reunião com representantes do grupo de legendas e o tucano em São Paulo na semana passada. Os partidos que formam o bloco indicaram o empresário e dono da Coteminas, Josué Gomes, que é filiado ao PR, para a vaga de vice de Alckmin, mas o nome do companheiro de chapa do tucano ainda não foi decidido.

ACM Neto previu que a decisão da Executiva do DEM será referendada também por unanimidade na convenção partidária.

"Será levada à convenção. A convenção será realizada no próximo dia 2, na quinta-feira. No entanto, a convenção reflete exatamente essa decisão da Executiva. Nós teremos na convenção, com certeza, uma aprovação unânime e, portanto, a decisão do Democratas está tomada, o nosso apoio será dado à candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência da República", assegurou.

O apoio do blocão, que também era cobiçado pelo pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, é uma vitória de Alckmin que já havia assegurado o apoio do PTB e tinha praticamente certa alianças com PSD, PPS e PV. Esse arco de apoios dará ao tucano o maior tempo de TV na propaganda eleitoral.

Alguns partidos do bloco também eram assediados pelos pré-candidatos do PSL, Jair Bolsonaro, que negociou com o PR, e Henrique Meirelles (MDB), que desejava atrair o PRB.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também