Acompanhe:

CPMI do 8 de janeiro: Weber barra envio de provas do inquérito do STF sobre fake news

No ofício, o argumento da magistrada é de que há "diligências em curso", o que inviabilizaria o compartilhamento

Modo escuro

Continua após a publicidade
BRASILIA, BRAZIL - SEP 29 - Judge Rosa Weber speaks during a ceremony with international observers who are to follow the Brazilian elections next Sunday, in Brasilia, Brazil September 29, 2022. (Photo by Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images) (Bonomi/Anadolu Agency/Getty Images)

BRASILIA, BRAZIL - SEP 29 - Judge Rosa Weber speaks during a ceremony with international observers who are to follow the Brazilian elections next Sunday, in Brasilia, Brazil September 29, 2022. (Photo by Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images) (Bonomi/Anadolu Agency/Getty Images)

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, barrou o envio de resposta a oito requerimentos feitos pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de Janeiro sobre provas não sigilosas de inquéritos da Corte relacionados ao ataque aos Três Poderes. No ofício, o argumento da magistrada é de que há "diligências em curso", o que inviabilizaria o compartilhamento.

Sete deles são relacionados a inquéritos abertos para investigar condutas do 8 de janeiro e um deles é anterior - o inquérito das fake news, de 2019. Os pedidos foram feitos pelo deputado Rogério Correia (PT-MG).

Todos estão sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes. Cinco são públicos e podem ser consultados por qualquer cidadão. Três estão em segredo de Justiça: o das fake news, o que apura quem são os financiadores do 8 de janeiro, e o que investiga Ibaneis Rocha (MDB), governador do Distrito Federal, ao lado de Anderson Torres, que era secretário de Segurança Pública na época dos ataques.

A resposta foi enviada pelo STF na quinta-feira passada, 22, e recebido na CPMI sexta, 23.

Lista de inquéritos

Os requerimentos do deputado petista foram aprovados na reunião que a CPMI fez no dia 13 de junho. Nessa mesma reunião, o colegiado aprovou o requerimento de oitiva de 36 pessoas, de militares a ex-ministros e condenados por atos terroristas. Também foram aprovados os pedidos de depoimento de Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro preso no dia 3 de maio, e de Torres, que foi ministro da Justiça.

Veja a lista dos inquéritos cujas provas o STF negou compartilhar com a CPMI:

  • Inquérito 4921
  • Inquérito 4918
  • Inquérito 4919
  • Inquérito 4781
  • Inquérito 4920
  • Inquérito 4922
  • Inquérito 4879
  • Inquérito 4917

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Frente parlamentar negocia piso de 15% na mistura obrigatória de biodiesel ao diesel
ESG

Frente parlamentar negocia piso de 15% na mistura obrigatória de biodiesel ao diesel

Há 3 dias

Governo registra superávit de R$ 79,3 bilhões em janeiro
Economia

Governo registra superávit de R$ 79,3 bilhões em janeiro

Há 4 dias

Relator da PEC das Igrejas afirma que texto pode ser votado hoje em plenário
Brasil

Relator da PEC das Igrejas afirma que texto pode ser votado hoje em plenário

Há 5 dias

Lista de prioridades da Fazenda para o ano depende de cooperação do Congresso
Um conteúdo Esfera

Lista de prioridades da Fazenda para o ano depende de cooperação do Congresso

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais