Brasil

Combustíveis voltam a chegar aos poucos ao RS, mas muitos postos seguem alagados

De acordo com o IBP, a logística de entrega vem se adaptando às mudanças de consumo

Chuvas RS: combustíveis voltam a chegar aos poucos  (NELSON ALMEIDA /AFP)

Chuvas RS: combustíveis voltam a chegar aos poucos (NELSON ALMEIDA /AFP)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 10 de maio de 2024 às 11h36.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

A chegada de combustíveis nos postos de abastecimento nas áreas afetadas por enchentes no Rio Grande do Sul cresce gradativamente, segundo informe do Instituto Brasileiro do Petróleo e Gás (IBP), a partir da melhoria na operação das bases da região de Canoas/Esteio, aumentando a disponibilidade de produtos.

De acordo com o IBP, a logística de entrega vem se adaptando às mudanças de consumo, já que muitas pessoas se deslocam para o litoral, reduzindo o consumo na capital.

"Muitos postos estão completamente alagados e só saberemos a extensão dos problemas na infraestrutura destas instalações quando a água baixar", explica a entidade em seu boletim diário sobre a situação do setor durante a tragédia.

O Estado do Rio Grande do Sul está em calamidade pública, devido ao aumento do nível do rio Guaíba, que inundou parte da cidade de Porto Alegre. O nível do Guaíba está estável neste momento, e é esperado algum decréscimo ao longo do dia de hoje, avalia o IBP.

Segundo o boletim, as chuvas retornam nesta sexta-feira, 11, para a capital e o norte do Estado, e devem permanecer com probabilidade de alta até o início da próxima semana. As regiões de Rio Grande e Pelotas no sul do estado seguem com atenção para possíveis alagamentos.

"O Governo do Estado tem trabalhado de forma rápida para desobstrução e restabelecimentos das vias, porém as rotas ainda demandam atenção no que tange à segurança para o transporte e ao fluxo intenso e lento de caminhões", diz o IBP.

Acompanhe tudo sobre:CombustíveisRio Grande do SulChuvasEnchentes no RS

Mais de Brasil

Moraes Arquiva Inquérito contra Google e Telegram sobre PL das Redes Sociais

Governo autoriza uso da Força Nacional no RS por 30 dias

Chuvas no RS: cheia do Rio Caí deixa mais de 700 desabrigados no interior do estado

Exclusivo: Governo Tarcísio marca primeiro leilão de concessão de escolas para dia 25 de setembro

Mais na Exame