Brasil

Cinco assuntos quentes para o Brasil na próxima semana

Acompanhamento do IPCA-15, decisões de política monetária nos EUA, e Brasil na COP28 marcam uma semana crítica para investidores e analistas

Lula em Dubai: presidente do Brasil irá a COP28 (Filipe Bispo/picture alliance/Getty Images)

Lula em Dubai: presidente do Brasil irá a COP28 (Filipe Bispo/picture alliance/Getty Images)

Bloomberg
Bloomberg

Agência de notícias

Publicado em 25 de novembro de 2023 às 12h00.

Mercado de juros aguarda o IPCA-15 em meio a apostas na possibilidade de uma Selic de um dígito em 2024. PCE nos EUA, com estimativa de desaceleração, move taxas globais. Commodities monitoram Opep+ e PMI da China. Câmbio define Ptax e cena corporativa inclui Petrobras, Itaú e Americanas. Veja destaques:

Inflação, fiscal e Ptax

Juros futuros reagem na terça-feira ao IPCA-15 de novembro, que tem estimativa de aceleração na comparação mensal, para 0,31%, e desaceleração em termos anuais, para 4,82%. “Preços de alimentos provavelmente pressionaram o índice para cima, mas os custos de transportes devem ter desacelerado com a queda dos preços de combustíveis, apesar da alta das passagens aéreas”, diz Adriana Dupita, da Bloomberg Economics. O mercado precifica uma Selic entre 9,75% e 10% no final do ciclo de alívio. Semana de agenda cheia ainda traz IGP-M, resultado fiscal do governo central, taxa de desemprego e produção industrial. Mercado de câmbio define Ptax no dia 30.

Desoneração, Lula em Dubai

A equipe econômica pretende apresentar medidas para aumentar as receitas depois da COP28 e apresentará ao Congresso uma alternativa para a desoneração da folha de pagamentos, vetada pelo presidente Lula, disse nesta sexta-feira o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. O Congresso ameaça derrubar o veto, segundo os jornais. Lula lidera comitiva brasileira que participará da COP28, cúpula do clima que será realizada a partir do dia 30, em Dubai. Ele também deve visitar outros países, incluindo Arábia Saudita, Qatar e Alemanha, segundo a Agência Brasil. O Brasil assume em 1º de dezembro a presidência do G-20.

Leia mais: Brasília em Off: A pressão da meta zero sobre Haddad

PCE e Powell

As expectativas de fim do aperto monetário nos EUA devem ser testadas pelo PCE, que sai no dia 30 e deve mostrar desaceleração, segundo economistas pesquisados pela Bloomberg. O chamado supernúcleo da inflação provavelmente desacelerou para 0,1%, permitindo ao Fed não elevar mais o juro no resto do ano, segundo a Bloomberg Economics. Agenda ainda inclui PIB e ISM. Na sexta-feira, estão previstas duas falas do presidente do Fed, Jerome Powell. Outros dirigentes também falam na semana.

China e Opep+

Os mercados de commodities acompanham nos dias 29 e 30 a divulgação de PMIs de manufaturas e não-manufaturas na China. Os dados industriais devem seguir abaixo de 50 em novembro, mostrando contração, enquanto o de serviços tem estimativa de alta, para 51,1. A Opep+ realiza no dia 30 a sua reunião, que estava prevista para esta semana mas foi adiada diante de divergências sobre quotas de produção. Encontro será online.

Americanas, Itaú, Petrobras

Um acordo entre Americanas e bancos credores para reestruturar a dívida da varejista poderá ser alcançado ainda hoje, segundo uma pessoa próxima às negociações. A varejista não comentou. O Itaú reúne os acionistas em assembleia para discutir reorganização societária e possível cisão do Itaú BBA na quinta. Depois de anunciar plano estratégico com aumento de investimentos, a Petrobras promove reunião pública com analistas e investidores em Nova York na terça-feira.

Acompanhe tudo sobre:BrasilEconomistas

Mais de Brasil

Secretário nacional de Segurança diz que câmeras corporais reduziram letalidade policial em SP

"Na maioria dos vetos, o governo saiu vitorioso", diz Randolfe Rodrigues sobre sessão na Câmara

Resiliência climática: o que o Brasil pode aprender com outros países?

TJ derruba liminar e destrava programa habitacional de Ricardo Nunes em SP

Mais na Exame