Acompanhe:

CCJ retoma discussão de parecer sobre denúncia contra Temer

Para acelerar os trabalhos, a base governista vem reduzindo o tempo de discursos e o número de inscritos

Modo escuro

Continua após a publicidade
CCJ: mais de 40 deputados estão inscritos para discursar na sessão (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

CCJ: mais de 40 deputados estão inscritos para discursar na sessão (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

D
Daiene Cardoso, do Estadão Conteúdo

Publicado em 17 de outubro de 2017 às, 15h43.

Brasília - O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), retomou na tarde desta terça-feira, 17, a discussão do relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) que recomenda a rejeição da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Mais de 40 deputados estão inscritos para discursar na sessão.

Para acelerar os trabalhos, a base governista vem reduzindo o tempo de discursos e o número de inscritos. Apenas 15 deputados governistas se inscreveram para falar e apenas cinco fizeram uso da palavra.

Quatro governistas deixaram de discursar porque não estavam na sessão no momento em que foram chamados, entre eles Fausto Pinato (PRB-SP) e Alceu Moreira (PMDB-RS), da tropa de choque de Temer.

A oposição acordou cedo e veio em peso para a CCJ nas primeiras horas do dia. Quarenta e dois oposicionistas se inscreveram e até o momento, mas só oito discursaram.

Pacheco vai manter a sessão até o início da ordem do dia no plenário, prevista para começar às 17h.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer votar ainda hoje a urgência do projeto de lei que trata da leniência de instituições financeiras com o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Pacheco acredita que a votação do requerimento de urgência leve em torno de uma hora e, por isso, pretende retomar a sessão de debates ainda hoje, assim que os trabalhos forem encerrados no plenário principal.

Últimas Notícias

Ver mais
Lula cobra pedido de desculpas do Equador por invasão de Embaixada do México
Brasil

Lula cobra pedido de desculpas do Equador por invasão de Embaixada do México

Há 3 dias

Marco temporal: PGR defende no STF inconstitucionalidade de lei aprovada pelo Congresso
Brasil

Marco temporal: PGR defende no STF inconstitucionalidade de lei aprovada pelo Congresso

Há uma semana

Crise no Haiti: ONU diz que quase 100 mil pessoas fugiram de Porto Príncipe por violência de gangues
Mundo

Crise no Haiti: ONU diz que quase 100 mil pessoas fugiram de Porto Príncipe por violência de gangues

Há uma semana

Ida de Bolsonaro à Embaixada da Hungria não configurou busca por asilo político, avalia PGR
Brasil

Ida de Bolsonaro à Embaixada da Hungria não configurou busca por asilo político, avalia PGR

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais