Acompanhe:

Bernardo: meta nominal de superávit não reduz esforço fiscal

Ministro do planejamento ressalta que meta é de R$ 125,5 bilhões independentde do crescimento do PIB

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

I
Isabel Versiani

Publicado em 31 de agosto de 2010 às, 13h22.

Brasília - A meta de superávit primário de 2011, fixada em termos nominais e não como percentual do PIB, é neutra e não reduz necessariamente a economia que o governo terá que fazer para atingi-la, avaliou o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo.

O valor da meta fiscal do setor público consolidado é de 125,5 bilhões de reais, conforme já aprovado no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Inicialmente equivalente a 3,3 por cento do Produto Interno Bruto, esse resultado percentual irá variar de acordo com a taxa de crescimento da economia.

"Se o PIB crescer mais, a meta vai ficar um pouco menor. Mas se crescer menos, fica maior", afirmou Bernardo a jornalistas. "É uma regra neutra e é mais previsível."

O projeto de lei orçamentário encaminhado pelo governo ao Congresso nesta terça-feira prevê crescimento de 4,5 por cento em 2011. Paulo Bernardo reconheceu que o valor já esta defasado em relação às projeções do Ministério da Fazenda.

Na véspera, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, previu expansão de 5,5 por cento da economia brasileira no ano que vem.

Leia mais sobre o Brasil

Siga as últimas notícias de Economia no Twitter

 

Últimas Notícias

Ver mais
Quantidade de trabalhadores diminui com digitalização, admite Esther Dweck
Um conteúdo Esfera Brasil

Quantidade de trabalhadores diminui com digitalização, admite Esther Dweck

Há 2 dias

Presidente lança oferta de recompra de dívida soberana de El Salvador
Mundo

Presidente lança oferta de recompra de dívida soberana de El Salvador

Há 3 dias

Contas públicas têm déficit de R$ 48,7 bilhões em fevereiro, pior resultado para o período
Economia

Contas públicas têm déficit de R$ 48,7 bilhões em fevereiro, pior resultado para o período

Há 6 dias

Venezuela acusa EUA de tentar 'desprestigiar' eleições e repudia questionamentos
Mundo

Venezuela acusa EUA de tentar 'desprestigiar' eleições e repudia questionamentos

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais