A página inicial está de cara nova Experimentar close button

As greves e as manifestações pelo Brasil em 15 de março

Em tentativa de greve geral, sindicatos e movimentos sociais param São Paulo pela primeira vez em 2017. Protestos acontecem em quase todas capitais

São Paulo - O discurso de Luiz Inácio Lula da Silva nesta noite fechou o dia de greves e protestos contra as reformas da Previdência e trabalhista pelo país. De acordo com organizadores, mais de 200 mil pessoas fecharam parte da avenida Paulista durante os atos. No  Rio de Janeiro, o número foi de cerca de 100 mil pessoas.

Ao longo deste dia 15 de março, trabalhadores de 25 estados e Distrito Federal participaram dos atos e manifestações contra o governo Temer, que reagiu com um discurso: "Não podemos fazer coisa modestíssima agora, para daqui quatro ou cinco anos fazermos corte muito maior, como Portugal, Espanha e Grécia”, disse o presidente em evento. Apesar da comparação, algumas categorias aproveitaram este 15 de março para aprovar uma nova onda de greves.

AO VIVO


20:56 - Encerramos aqui a cobertura ao vivo de EXAME.com sobre as greves e protestos pelo país. Até mais


19h33 - E, assim, Lula lança sua candidatura extraoficial para as eleições de 2018

O discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durou cerca de 10 minutos, mas foi tempo suficiente para que ele fosse ovacionado pela multidão que ocupava parte da avenida Paulista (mais de 200 mil, segundo organizadores).

Munido de uma folha de papel, onde anotou números referentes ao seu governo, o petista fez ataques ao governo Temer e à reforma da Previdência, que, segundo ele, vai "proibir que milhões e milhões de brasileiros consigam se aposentar".

"Está cada vez ficando mais claro que o golpe não foi contra a Dilma e partidos de esquerda.  O golpe dado foi para colocar um cidadão sem nenhuma legitimidade para acabar com as conquistas da classe trabalhadora", disse. Veja os principais trechos do discurso.


19h23 - Lula começa a falar. Aparentemente, ele traz o discurso escrito em uma folha de papel.

https://mobile.twitter.com/exame/status/842151697896087553

 


19h10 - Lula deve falar em instantes. Manifestantes entoam: "Olê, Olê, olá .. Lu-la"

Manifestantes na avenida Paulista durante atos contra Reforma da Previdência Manifestantes na avenida Paulista durante atos contra Reforma da Previdência

Manifestantes na avenida Paulista durante atos contra Reforma da Previdência (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


19h03 - Guilherme Boulos, coordenador do MTST, discursa agora

"Sem-teto deram uma lição de que com mobilização e luta é possível derrubar esse governo", afirma. "Vamos ter que continuar numa luta árdua e dura. Nós temos as ruas e a coerência".


18h58 - Protesto no Rio tem confronto entre guarda civil e manifestantes

Segundo informações do site G1, policiais usaram bomba de gás lacrimogênio e sinalizadores para conter um princípio de tumulto em protesto que acontece no Rio de Janeiro. De acordo com o jornal, um grupo de mascarados teria atirado rojões contra os guardas, que teriam atirado tiros de bala de borracha.


18h53 - Professores do estado de SP devem entrar em greve dia 28

A Presidente da Apeoesp, Maria Izabel Noronha, afirma que professores do estado de São  Paulo entra em greve no dia 28 e que vai cobrar deputados para barrarem a reforma da Previdência.


18h44 - Manifestantes entoam gritos de guerra em favor do Partido dos Trabalhadores diante da expectativa da chegada de  Lula nos próximos minutos.


18h38 - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirma participação de ato na Paulista


18h34 - Fila no Starbucks

No Starbucks do lado do Parque Trianon, os manifestantes fazem fila para comprar lanches. Barraquinhas de ambulantes de lanches e bebidas estão em toda a avenida Paulista.

https://mobile.twitter.com/exame/status/842138605711720449


18h20 - Organizadores estimam 200 mil pessoas na av. Paulista


18h15 - Manifestantes gritam "Se empurrar, o Temer cai"

Manifestantes durante protesto na av. Paulista contra reforma da Previdência - 15/03/17 Manifestantes durante protesto na av. Paulista contra reforma da Previdência

Manifestantes durante protesto na av. Paulista contra reforma da Previdência (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)

 


18h05 - Líderes de sindicatos e categorias têm 3 minutos para falar

O ato oficialmente foi iniciado pela CUT. Representantes de sindicatos e categorias fazem discurso de abertura,  cada porta-voz tem 3 minutos para falar.


17h57 - Paulista está tomada de gente da Brigadeiro até a Consolação

Protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista na Av. Paulista em São Paulo; greve geral 2017 -

- (Bárbara Ferreira dos Santos/Site Exame)


17h37 - Profissionais da segurança pública aderem a protestos em SP

Policiais civis, federais, rodoviários, agentes penitenciários e guardas municipais do estado fizeram na manhã de hoje (15) um ato em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) para demonstrar o descontentamento da categoria com a Reforma da Previdência proposta pelo governo federal. A principal reivindicação diz respeito à manutenção no texto constitucional da atividade de risco para aposentadoria policial.

Via Agência Brasil


17h15 - Manifestantes cantam "Que país é esse", do Legião Urbana


17h14 - O pato de Skaf entrou na roda - mas de outro jeito

Sindicato dos Trabalhadores da Infância (Sedin) faz vaias à Fiesp e ao Paulo Skaf. Gritam: "Esse pato não é o trabalhador que vai pagar". Há vaias e gritos de "Fora, Temer". Vale lembrar que a campanha "Não vou pagar o pato" da Fiesp, contra aumento e criação de impostos, virou símbolo dos protestos contra o governo Dilma Rousseff em 2015 e 2016.


17h04 - Uma multidão toma parte da avenida Paulista 

Manifestantes se concentram especialmente na frente do Masp, onde um caminhão de som da CUT puxa os coros. Há bandeiras da CUT, Sindicato do Educadores e Trabalhadores da Educação, Sindicato dos Eletricitários, Movimento pelo Direito à Moradia, CTB, entre outros.

Protesto na avenida Paulista contra a reforma da Previdência em dia de greve geral Protesto na avenida Paulista contra a reforma da Previdência em dia de greve geral

Protesto na avenida Paulista contra a reforma da Previdência em dia de greve geral (Dino Santos/CUT-SP)/Divulgação)


16h47 - No Rio, manifestantes fazem protesto na Candelária

Manifestante faz protesto contra reforma da Previdência no Rio de Janeiro durante greve geral 2017 Manifestante faz protesto contra reforma da Previdência no Rio de Janeiro - 15/03/17

Manifestante faz protesto contra reforma da Previdência no Rio de Janeiro - 15/03/17 (Carolina Gagliano/Arquivo pessoal concedido/Site Exame)

 


16h30 - Como está o trânsito na av. Paulista

Segundo a repórter Bárbara Ferreira Santos, o trânsito na avenida Paulista está fechado no sentido Consolação a partir do Shopping Paulista. Policiais e agentes da CET fazem cerco da área e orientam motoristas. Carros circulam apenas no sentido Paraíso.

-

- (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)

 

 


16h15 - Agentes da CET já monitoram o tráfego na região da avenida Paulista

Viaduto Santa Generosa, na altura da estação Paraíso: trânsito intenso e agentes da CET já controlam o tráfego na região

Viaduto Santa Generosa, na altura da estação Paraíso: trânsito intenso e agentes da Cet já controlam o tráfego na região Viaduto Santa Generosa, na altura da estação Paraíso

Viaduto Santa Generosa, na altura da estação Paraíso (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


15h39 - E os manifestantes já começam a chegar para o protesto na av. Paulista 

Algumas linhas de ônibus serão afetadas pela protesto. Veja a lista:


15h35 - Os números da greve em São Paulo, segundo a prefeitura

2,5 milhões de pessoas afetadas

528 escolas fechadas  e 814 que funcionaram parcialmente de um universo de 3,8 mil unidades

30% dos funcionários da rede municipal de saúde tiveram dificuldades para chegar ao trabalho

R$ 5 milhões é o tamanho da multa que o governo quer aplicar aos sindicatos envolvidos

Passageiro pega van durante greve de ônibus e metrô em São Paulo - 15/03/2017 Passageiro pega van durante greve de ônibus e metrô em São Paulo - 15/03/2017

Passageiro pega van durante greve de ônibus e metrô em São Paulo - 15/03/2017 (Nacho Doce/Reuters)

 


15:30 - Corredores de ônibus estão liberados para táxis e fretados


15h17 - Doria quer multar sindicatos em R$ 5 milhões por greve

A Prefeitura de São Paulo estima que 2,5 milhões de pessoas tenham sido afetadas pela paralisação dos serviços de transporte público na manhã de hoje. O prefeito João Doria (PSDB) afirma que cobrará judicialmente a aplicação da multa de R$ 5 milhões aos sindicatos envolvidos. 15


14:48 - Justiça proíbe propaganda do governo sobre reforma da Previdência

A 1ª Vara Federal de Porto Alegre determinou, na manhã de hoje, a suspensão imediata, em todo o país, da campanha do governo federal sobre a reforma da previdência. A pena para descumprimento é o pagamento de uma multa diária de 100 mil reais. Cabe recurso.

A juíza Marciane Bonzanini, autora da decisão em tutela de urgência, afirma que há uso inadequado de recursos públicos e desvio de finalidade.

Para ela, “a campanha publicitária questionada não possui caráter educativo, informativo ou de orientação social, restringindo-se a trazer a visão dos membros do partido político que a propõe e passando a mensagem de que, caso não seja aprovada a reforma proposta, o sistema previdenciário poderá acabar”.


14:33 - Vice-presidente da CUT nacional comenta sobre as manifestações em Brasília 

 


14:23 - Temer diz que reforma da Previdência não pode ser “modestíssima”

“Não podemos fazer coisa modestíssima agora, para daqui quatro ou cinco anos fazermos corte muito maior, como Portugal, Espanha e Grécia”, afirmou o presidente, em evento do Sebrae e do Banco do Brasil, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília.

“Não queremos que o Brasil, daqui sete ou oito anos, seja obrigado a fazer o que os estados estão fazendo”, afirmou o presidente, em referência a Estados como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, que enfrentam dificuldades para pagar salários de servidores.

Segundo ele, sem uma reforma, o Brasil pode correr o risco de cortar salários de quem está na ativa e de aposentados, e eliminar o 13º salário ou de elevar a idade mínima para se aposentar.

“Parece que será para tirar direitos, mas não tira direito de ninguém, quem tem direito adquirido não vai perder”, disse.

Via Estadão Conteúdo


13:50 - Cerca de 100 mil pessoas manifestam em Belo Horizonte, diz MST


13:41 - Circulação de veículos nas faixas exclusivas de ônibus já foi encerrada em São Paulo



 

13:15 - SPTrans informa desvio em algumas linhas de ônibus nas proximidades da Av. Paulista 

Devido a possível interdição da circulação da Av. Paulista e nas proximidades do MASP, algumas linhas terão desvios: (Veja aqui o detalhamento dos desvios)

917H-10 Terminal Pirituba – Metrô Vila Mariana
917M-10 Morro Grande – Metrô Ana Rosa
917M-31 Morro Grande – Metrô Ana Rosa
975A-10 Vila Brasilândia – Metrô Ana Rosa
177H-21 Metrô Santana – Pinheiros
107T-10 Metrô Tucuruvi – Terminal Pinheiros
175P-10 Metrô Santana – Ana Rosa
508L-10 Term. Princesa Isabel – Aclimação
805L-10 Term. Princesa Isabel – Aclimação
930P-10 Terminal Pq. Dom Pedro II – Terminal Pinheiros
408A-10 Machado de Assis – Cardoso de Almeida
477A-10 Sacomã – Term. Pinheiros
478P-10 Sacomã – Pompéia até Vl. Romana
874T-10 Ipiranga – Lapa
875A-10 Aeroporto – Perdizes
669A-10 Term. Santo Amaro – Term. Princesa Isabel
857P-10 Terminal Campo Limpo – Paraíso
715M-10 Jd. Maria Luiza – Lgo. da Pólvora
719P-10 Terminal Pinheiros – Metrô Armênia
719R-10 Rio Pequeno – Metrô Barra Funda
857R-10 Term. Campo Limpo – Aclimação
775P-10 Jd. Guaraú – Metrô Ana Rosa
875H-10 Term. Lapa – Metrô Vila Mariana
875P-10 Metrô Barra Funda – Metrô Ana Rosa
809V-10 Vila Gomes – Paulista
874C-10 Pq. Continental – Metrô Trianon Masp
877T-10 Vl. Anastácio – Metrô Paraiso
6412/10 Paraisópolis – Paulista

 


12h:52 - Os protestos da CUT contra a reforma da Previdência pelo Brasil

 

 

 

 

 


12:39 - SP já tem quase 90% das linhas de ônibus funcionando 

Segundo informações da SPTrans, a cidade conta com 87,5% da frota programada em operação.


12:31 - Trabalhadores fazem ato contra as reformas da Previdência em Matão (SP)

Em parceria com a subsede da CUT em São Carlos, no interior de São Paulo, e o Sindicado dos Metalúrgicos de Matão, trabalhadores pedem para negociar as reformas da previdência e trabalhista.

-

- (Concedido por Andre Eduardo Larocca/Site Exame)


12:21 - Mais estações do metrô foram abertas

As seguintes estações estão funcionando no momento:

Linha 1-Azul: operando entre as estações Ana Rosa e Luz

Linha 2-Verde: operando entre as estações Alto do Ipiranga a Vila Madalena

Linha 3-Vermelha: operando entre as estações Marechal Deodoro e Bresser-Mooca

Linha 4 -Amarela: opera em toda a extensão

Linha 5-Lilás: operando em toda a extensão, entre Capão Redondo e Adolfo Pinheiro

Linha 15 -Prata: Paralisada


12h13 - Veja as fotos da manhã de greve do transporte público em São Paulo


11:29 - SP já está com 85% das linhas de ônibus funcionando normalmente

Neste momento, segundo informações da SPTrans, a cidade de São Paulo conta com 85% da frota programada em operação.

 


11:12 - Usuários relatam dificuldades com a greve do transporte público em São Paulo

Adriano Galvão, de 35 anos, tinha um voo marcado para as 10 horas no Aeroporto de Congonhas com sentido a Salvador, na Bahia.

Ele chegou por volta das 8h no terminal jabaquara com o objetivo de pegar um ônibus sentido aeroporto, mas se surpreendeu com a greve do transporte público na capital. Preocupado em não perder o voo, ele chamava um Uber para tentar chegar a tempo. "Cheguei aqui e não encontrei nada, nenhum ônibus para lá. Vou pegar um Uber agora. Tem trânsito, mas acho que dá para chegar", disse

O passageiro Adriano Galvão, de 35 anos

O passageiro Adriano Galvão, de 35 anos (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)

Já a técnica de enfermagem Juscilene Rodrigues dos Santos ficou durante duas horas esperando a baldeação para a linha azul sentido Tucuruvi. Ela precisava chegar ao trabalho na região da estação Santana.

Ela concorda com os protestos contra a reforma da Previdência. "Por um lado, eu acho bom porque todo mundo tem que ter o direito de se manifestar. Mas parar o mundo? Se eu não for trabalhar, meu chefe não quer saber da reforma. Quer saber que eu tenho q tratar o paciente", diz

A técnica de enfermagem Juscilene Rodrigues dos Santos esperando a baldeação para a linha azul sentido Tucuruvi -

A técnica de enfermagem Juscilene Rodrigues dos Santos esperando a baldeação para a linha azul sentido Tucuruvi - (Talita Abrantes/Site Exame)

 


11h - SP já está com 61% das linhas de ônibus funcionando normalmente

Segundo informações da SP Trans, por volta das 10h30, a cidade de São Paulo já contava com 61% da frota programada para este horário. Alguns ônibus voltaram a circular por volta das 8h da manhã.


10:57 - Estações Sumaré e Vila Madalena foram abertas

Com isso, além da linha 4-Amarela, as seguintes estações estão funcionando no momento:

Linha-Azul: entre as estações Ana Rosa e Luz - integração com as linhas 2-Verde em Ana Rosa e Paraíso, 3-Vermelha em Sé, e 4-Amarela;

Linha 2-Verde: entre as estações Ana Rosa e Clínicas – integração com as linhas 1-Azul em Ana Rosa e Paraíso, e 4-Amarela em Consolação; estações Vila Madalena e Sumaré.

Linha 3-Vermelha: entre as estações Marechal Deodoro e Bresser/Mooca – integração com as linhas 1-Azul em Sé, 4-Amarela em República;

Linha 5-Lilás: em toda extensão entre Capão Redondo e Adolfo Pinheiro.


10:41 - Termo Greve Geral é o mais comentado no Twitter neste momento 


10:22 - Como estão os protestos no Rio de Janeiro

Segundo informações do jornal O Globo, protestos causam congestionamentos em vários pontos da cidade do Rio de Janeiro. Neste momento, há protestos nas duas pistas da Avenida Brasil e na Avenida Rio de Janeiro, na altura do Instituto de Traumatologia e Ortopedia.

De acordo com a CUT, nesta manhã, estradas foram fechadas no estado:


10:18 - Manifestantes invadem Ministério da Fazenda desde a madrugada desta quarta

Mais de 1.500 pessoas ocuparam na madrugada desta quarta-feira, 15, a sede do Ministério da Fazenda, em Brasília, segundo informações distribuídas à imprensa pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST).


09:53 - No terminal Jabaquara, passageiros enfrentam filas para entrar em ônibus 

Neste momento, passam ônibus em direção a outras estações, como Santa Cruz, Ana Rosa e São Judas. As pessoas se espremem para entrar nos poucos ônibus que passam pelo terminal.

 

Terminal Jabaquara, em São Paulo Passageiros enfrentam filas para entrar em ônibus em direção a estações de metrô como Ana Rosa e Santa Cruz

Passageiros enfrentam filas para entrar em ônibus em direção a estações de metrô como Ana Rosa e Santa Cruz (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)

 

Pessoas aguardam a liberação dos ônibus ou a abertura dos portões do metrô no Terminal Jabaquara, em São Paulo

Pessoas aguardam a liberação dos ônibus ou a abertura dos portões do metrô no Terminal Jabaquara, em São Paulo (Bárbara Ferreira Santos/)


09:47 - Supervisor da estação Luz do metrô comenta funcionamento das linhas

De acordo com Rogério Fernandes, supervisor-operacional da estação Luz, 17 pessoas estão trabalhando no plano de contingência na unidade. Normalmente, são 12. Todos não aderiram ao movimento. "Se mais gente chegar, mais estações podem ser abertas".


09:40 - Ônibus voltam a circular em São Paulo

De acordo com a SPTrans, os terminais urbanos da cidade já contam com 50% das linhas em operação.


09:36 - Terminal Pinheiros funciona com baixa saída de ônibus

O terminal Pinheiros, em São Paulo, está operando com baixa frota de ônibus.

Terminal Pinheiros, em São Paulo

Terminal Pinheiros, em São Paulo (Diogo Max/Site Exame)


 


09:15 - Agências de bancos não vão abrir por causa da greve

Os bancários participam nesta quarta-feira, dia 15, do Dia Nacional de Paralisação e Mobilização, contra as Reformas da Previdência e Trabalhista.

Segundo nota enviada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, não vão funcionar, durante todo o dia, agências localizadas nos principais corredores da capital (regiões com mais concentrações de agências bancárias) e prédios administrativos dos bancos, como na Avenida Paulista, Faria Lima região central, entre outros locais.

A partir das 17h, trabalhadores de todas as categorias se concentram no vão livre do Masp para um grande ato.

Via Estadão Conteúdo


09:03 - Metrô anuncia operação dos trechos:

Linha 1-Azul: operando entre as estações Ana Rosa e Luz

Linha 2-Verde: operando entre as estações Ana Rosa e Clínicas

Linha 3-Vermelha: operando entre as estações Marechal Deodoro e Bresser-Mooca

Linha 4 -Amarela: opera em toda a extensão

Linha 5-Lilás: operando em toda a extensão, entre Capão Redondo e Adolfo Pinheiro

Linha 15 -Prata: Paralisada

-

- (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


 

08:56 - Passageira descreve trajeto entre Franco da Rocha e a estação Pinheiros do Metrô

A promotora de vendas Valéria Bezerra da Silva demorou 2 horas e meia para percorrer o trajeto entre Franco da Rocha e a estação Pinheiros de Metrô. Em dias sem greve, ela leva 2 horas para completar o mesmo percurso.

O que atrapalhou hoje? Um volume elevado de pessoas na Luz. Na estação Pinheiros, segundo ela, o número de pessoas está bem menor nesta quarta-feira (15).

A promotora de vendas Valéria Bezerra da Silva

A promotora de vendas Valéria Bezerra da Silva (Talita Abrantes/Site Exame)


08:50 - Vergueiro segue com tráfego lento

//platform.twitter.com/widgets.js


08:39 - Longa fila de passageiros aguardam a liberação dos ônibus no terminal Jabaquara

Sem opção, muitos passageiros sentam no meio fio. Neste momento, só há ônibus intermunicipais e vans chegando no local.

Vale lembrar que o terminal recebe passageiros do extremo da Zona Sul de SP e de regiões do ABC paulista.

 

No terminal de ônibus do Jabaquara, uma longa fila de passageiros aguardam a liberação dos ônibus ou a abertura dos portões do metrô

No terminal de ônibus do Jabaquara, uma longa fila de passageiros aguardam a liberação dos ônibus ou a abertura dos portões do metrô (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


08:28 - Rodovia Anchieta está congestionada 

De acordo com a Ecovias, a Anchieta, sentido Litoral, está congestionada do km 60 ao km 65, na chegada a Santos, devido manifestação.


08:21 - Passageiros relatam dificuldades para chegar ao trabalho

Quem chega na estação Jabaquara do metrô (Linha 1-Azul), está ainda esperando os ônibus voltarem a funcionar. A estagiária Denise Nogueira chegou no Jabaquara e se surpreendeu com os portões fechados. Ela afirmou que busca um ônibus que a leve até a estação Ana Rosa. "Vou tentar chegar no trabalho, pegar ônibus, metrô e ônibus de novo. Minha supervisora vai entender porque ela também teve problemas para chegar, mas foi de carro".

Já a enfermeira Elaine Silva tirou foto do cartaz de greve e dos portões fechados para mostrar ao chefe que não terá como chegar no trabalho. "Ele pediu para eu dar um jeito de chegar, porque ele conseguiu ir de carro. Mas eu não tenho como ir. Tirei a foto para mostrar isso para ele", disse. Elaine afirmou que pegou um ônibus da Vila Santa Catarina até o Jabaquara na esperança de encontrar o metrô funcionando pelo menos parcialmente. "Levei 40 minutos num percurso que eu faço em 15. Agora, vou voltar para casa e pegar esse trânsito de novo", afirmou.

Terminal Jabaquara: passageiros aguardam a liberação dos ônibus ou a abertura dos portões do metrô

Terminal Jabaquara: passageiros aguardam a liberação dos ônibus ou a abertura dos portões do metrô (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


08:17 - Engarrafamento na Rodovia Raposo Tavares

 

//platform.twitter.com/widgets.js


08:01 - Fluxo de passageiros segue normal na estação Presidente Altino da CPTM

O fluxo passageiros na estação Presidente Altino da CPTM, que atende às linhas 8 e 9, segue normal. Segundo funcionários da estação, a transferência para as estações Brás, Barra Funda e Tamanduateí estão fechadas.

Estação Presidente Altino da CPTM, que atende às linhas 8 e 9

Estação Presidente Altino da CPTM, que atende às linhas 8 e 9 (Talita Abrantes/Site Exame)


08:02 - Por conta da paralisação, CET libera os corredores de ônibus

As faixas exclusivas à direita estão liberadas até às 12h.

De acordo com a CET, o rodízio municipal de veículos e a cobrança da Zona Azul estão suspensos em São Paulo nesta quarta-feira (15).

//platform.twitter.com/widgets.js


7:56 - Funcionamento das linhas do metrô

Veja quais trechos voltaram a operar:

Linha 1-Azul: operando entre as estações Ana Rosa e Luz.

Linha 2-Verde: operando entre as estações Ana Rosa e Clínicas.

Linha 3-Vermelha: operando entre as estações Marechal Deodoro e Bresser-Mooca.

Linha 5-Lilás: operando em toda a extensão, entre Capão Redondo e Adolfo Pinheiro


07:43 - No Jabaquara, funcionários do metrô orientam os passageiros

No terminal Jabaquara, funcionários do metrô estão dando explicações aos usuários de como eles podem chegar ao trabalho.

Eles fizeram um discurso na frente da estação explicando às pessoas que o motivo da greve não é contra a população, mas para defender a aposentadoria de todos. "A gente não quer prejudicar a população, mas quer defender os direitos dos trabalhadores", afirmou o operador de trem da linha 1-Azul Altino de Melo. Após o discurso, os funcionários chegaram a ser aplaudidos pelas pessoas que pediam informações sobre o funcionamento dos trens.

"Mesmo com a liminar, a gente decidiu manter a greve e vamos recorrer da decisão. Nós gostaríamos de ver liminar para defender o trabalhador e não para nos prejudicar", disse Altino.

"Deveria ter uma liminar para impedir que o Temer não prejudique a nossa aposentadoria. Aliás, se ele quer mudar a aposentadoria, ele deveria abrir mão da dele, que ele obteve quando tinha 55 anos"

Segundo os funcionários, oito trens estão circulando na linha azul entre as estações Ana Rosa e Luz, operados por supervisores.

Na estação Jabaquara do metrô, na Zona Sul de São Paulo,, os passageiros encontraram os portões fechados

Na estação Jabaquara do metrô, na Zona Sul de São Paulo,, os passageiros encontraram os portões fechados (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


07:31 Passageiros encontram estação Jabaquara fechada

Estação Jabaquara do metrô fechada devido a greve Estação Jabaquara da linha 1-Azul do metrô fechada devido a greve

Estação Jabaquara da linha 1-Azul do metrô fechada devido a greve (Bárbara Ferreira Santos/Site Exame)


07:16 Engarrafamento na Dutra

A rodovia Presidente Dutra ainda está engarrafada, segundo o Waze. A Carlos Caldeira Filho, na Grande São Paulo, também está travada. Régis Bittencourt e Raposo Tavares apresentam trânsito muito intenso.


07:13 CET: 12% das vias de São Paulo têm lentidão

Segundo a CET, são 108 km com trânsito intenso. No sentido Norte, 15km apresentam lentidão; no Leste, 21km; no sentido Centro, 8km; no sentido Oeste, 30km; e no sul, 31%.

Acompanhe pelo link: http://cetsp1.cetsp.com.br/monitransmapa/agora/


07:07 CPTM tem operação especial durante paralisação

A CPTM, serviço de trens em São Paulo, informou que está operando em regime especial durante a paralisação. Os horários de pico foram estendidos em todas as linhas até que a demanda seja reduzida. Veja todas as alterações anunciadas pela CPTM:


07:00 Trânsito parado no Morumbi

Trânsito começa a travar na avenida Giovani Gronchi, perto do Morumbi Town Trânsito começa a travar na avenida Giovani Gronchi, perto do Morumbi Town

Trânsito começa a travar na avenida Giovani Gronchi, perto do Morumbi Town (Valéria Bretas/Site Exame)


06:46 Trânsito intenso na Vergueiro

A CET informa que o rodízio foi suspenso em São Paulo, e a circulação está liberada nas faixas de ônibus até meio-dia. Nos corredores, táxis e fretados podem transitar.

Trânsito na Vergueiro durante a greve Trânsito na Vergueiro durante a greve

Trânsito na Vergueiro durante a greve (Valéria Bretas/Site Exame)


06:41 Passageiros esperam ônibus em São Paulo

Na Domingos de Moraes, paulistanos fazem fila para pegar ônibus. O sindicato dos motoristas não soube explicar a circulação deste veículo, e reiterou que as operações só vão ser retomadas às 8h.

Paulistanos na fila do ônibus na Domingos de Moraes durante a greve Paulistanos na fila do ônibus na Domingos de Moraes durante a greve

Paulistanos na fila do ônibus na Domingos de Moraes durante a greve (Valéria Bretas/Site Exame)


06:38 Rodízio de veículos está suspenso em São Paulo

A CET informa que o rodízio de veículos por número da placa foi suspenso em São Paulo devido à paralisação dos serviços de transporte. Além disso, as faixas de ônibus estarão liberadas até o meio-dia.


06:35 Metrô anuncia que trechos voltaram a operar

O metrô informou que alguns trechos de linhas voltaram a operar:

Linha 1 - entre estações Ana Rosa e Luz

Linha 2 - entre estações Ana Rosa e Clínicas

Linha 3 - entre estações Marechal Deodoro e Bresser Mooca

Linha 5 - entre estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro


06:25 No Rio, ônibus circulam normalmente

Apesar da ameaça de paralisação, os ônibus circulavam normalmente no rio de Janeiro, segundo o jornal O Globo. Metrô, trem e barcas anunciaram que também vão manter o transporte normal.


06:12 Transportes não funcionam em São Paulo

O metrô não estava operando em São Paulo, exceto pela Linha 4-Amarela, e pouquíssimos ônibus circulavam nas ruas. O trânsito já começava a ficar intenso em algumas das principais vias da capital.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também