Brasil

Alckmin diz ter certeza que até fim do ano Reforma Tributária estará completamente regulamentada

Fala foi dita em discurso durante o fórum "Financiamento à neoindustrialização: mobilizando o crédito para a inovação"

Alckmin: vice-presidente diz que Reforma Tributária estará completamente regulamentada até o final do ano (Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

Alckmin: vice-presidente diz que Reforma Tributária estará completamente regulamentada até o final do ano (Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 25 de abril de 2024 às 12h36.

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, afirmou nesta quinta-feira, 25, que a Reforma Tributária deve estar toda regulamentada até o fim deste ano.

"Essa Reforma Tributária faz diferença, porque ela vai desonerar completamente investimento e desonerar completamente exportação. Então agora, nessa tarefa aí da regulamentação, eu tenho certeza que até o final do ano a gente vai ter toda regulamentada ela", disse Alckmin. "Estudos mostram que, em 15 anos, pode impulsionar o PIB em 12%."

Alckmin discursou durante o fórum "Financiamento à neoindustrialização: mobilizando o crédito para a inovação", promovido na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro, em parceria com a Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE).

Em sua exposição no evento, Alckmin destacou ainda os feitos do governo no fomento à indústria, como o programa Nova Indústria Brasil. Segundo ele, o Nova Indústria Brasil se baseia numa indústria inovadora, sustentável, competitiva e exportadora. "Quanto à inovação, equacionamos bem a questão do crédito", disse ele, mencionando a aprovação da TR pelo congresso para linhas de crédito à inovação. "Não tem desenvolvimento sem crédito", afirmou.

Alckmin defendeu ainda que o Brasil está dando grande exemplo em direção à descarbornização ao controlar o desmatamento. "Houve um avanço extraordinário, 43% foi a queda do desmatamento. E a meta é desmatamento ilegal zero", discursou o vice-presidente.

Acompanhe tudo sobre:Geraldo AlckminReforma tributária

Mais de Brasil

Greve nas universidades federais: o que reivindicam os professores e quais são as ofertas do governo

Enel confirma a Lula investimento de R$ 20 bi para acabar com apagões

Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa

Prejuízos com chuvas no RS superam R$ 12 bilhões; setor habitacional é o mais afetado

Mais na Exame