Acompanhe:

Ainda vai aparecer muita sujeira, disse Garotinho sobre Picciani

O ex-governador do Rio postou na segunda em sua conta no Twitter pesadas críticas aos deputados da Alerj que foram alvos da Operação Cadeia Velha

Modo escuro

Continua após a publicidade
Garotinho: "Alguém vai ter que explicar o fato de a Alerj ter emitido alvará de soltura" (Leonardo Prado/Agência Câmara)

Garotinho: "Alguém vai ter que explicar o fato de a Alerj ter emitido alvará de soltura" (Leonardo Prado/Agência Câmara)

J
Julia Affonso e Luiz Vassallo, do Estadão Conteúdo

Publicado em 22 de novembro de 2017 às, 15h48.

São Paulo - O ex-governador Anthony Garotinho, presidente estadual do PR no Rio, preso nesta quarta-feira, 22, com sua mulher, Rosinha, por suspeita de propina de R$ 2,6 milhões do grupo JBS, postou na segunda-feira, 20, em sua conta no Twitter pesadas críticas a outros políticos fluminenses, todos deputados estaduais pelo PMDB e alvos da Operação Cadeia Velha por envolvimento em esquema de repasses milionários do setor de transporte público - o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo.

"Denúncias da Cadeia Velha: vergonha, vergonha, vergonha !!! Ainda vai aparecer muita sujeira por aí", escreveu Garotinho.

Picciani, Albertassi e Melo foram presos uma primeira vez na quinta-feira, 16, por ordem do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF2).

Na sexta, 17, porém, os colegas dos peemedebistas na Assembleia Legislativa do Rio entraram em ação e, por 39 votos a 19, derrubaram o decreto de prisão do TRF2.

Nesta terça, 21, a Corte federal restabeleceu a prisão dos velhos caciques do PMDB, que já estão recolhidos na cadeia de Benfica, região Norte do Rio.

Em seu Twitter, o ex-governador não se fez de rogado e desferiu uma cobrança enérgica à Assembleia. "Alguém vai ter que explicar o fato de a Alerj ter emitido alvará de soltura."

Em outro post, Garotinho apontou para o presidente (licenciado) da Assembleia.

"A empresa do Picciani recebia a mais pelas vacas vendidas e depois devolvia parte do dinheiro para a fornecedora do Estado. Assim funcionava uma forma de lavar dinheiro para pagar propina a autoridades do PMDB. Uma vergonha."

Últimas Notícias

Ver mais
Seleção do júri de julgamento de Trump entra na fase final
Mundo

Seleção do júri de julgamento de Trump entra na fase final

Há um dia

Governo tenta barrar PEC que aumenta ganhos de juízes e promotores
Brasil

Governo tenta barrar PEC que aumenta ganhos de juízes e promotores

Há 2 dias

PEC que aumenta salários de juízes avança no Senado e tem ampliação
Brasil

PEC que aumenta salários de juízes avança no Senado e tem ampliação

Há 2 dias

Justiça reconduz presidente do Conselho de Administração da Petrobras
Brasil

Justiça reconduz presidente do Conselho de Administração da Petrobras

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais