Brasil

8 de janeiro: após condenar 59 pessoas, STF começa a julgar mais 15 por atos golpistas

Até agora, 59 pessoas já foram condenadas por envolvimento nos atos

8 de janeiro: a nova leva de julgamentos ocorre no plenário virtual e está prevista para durar até o dia 20 de fevereiro (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

8 de janeiro: a nova leva de julgamentos ocorre no plenário virtual e está prevista para durar até o dia 20 de fevereiro (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 9 de fevereiro de 2024 às 06h33.

Última atualização em 9 de fevereiro de 2024 às 06h34.

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar nesta sexta-feira mais 15 acusados de participar dos atos golpistas. Até agora, 59 pessoas já foram condenadas por envolvimento nos atos.

A nova leva de julgamentos ocorre no plenário virtual e está prevista para durar até o dia 20 de fevereiro. Também nesta sexta-feira, está previsto o encerramento de outras 12 análises de ações penais. O relator é o ministro Alexandre de Moraes.

Até agora, estão sendo julgados somente os chamados "executores", ou seja, quem foi preso dentro das sedes dos três Poderes — Palácio do Planalto, Congresso e STF — ou nos arredores. A previsão de Moraes é concluir o julgamento de 205 ações até abril, o que quase esgotaria os casos dos executores.

Nos julgamentos já concluídos, as penas variaram entre três e 17 anos de prisão. Não houve nenhuma absolvição.

Os réus que começaram a ser julgados são:

Adalgiza Maria Dourado

Alessandra Faria Rondon

Ana Carolina Isique Guardieri Brendolan

André Luiz Barreto Rocha

Crisleide Gregório Ramos

Daniel Soares do Nascimento

Diego Eduardo de Assis Medina

Ines Izabel Pereira

Joelton Gusmão de Oliveira

Regina Aparecido Modesto

Tiago dos Santos Ferreira

Levi Alves Martins

Luiz Fernando de Souza Alves

Nara Faustino de Menezes

Valeria Rosa da Silva Oenoki

Acompanhe tudo sobre:Supremo Tribunal Federal (STF)CPMI do 8 de janeiroJustiça

Mais de Brasil

Governo abre consulta pública para novo modelo de pedágio

Governo do RS promete investir R$ 86 milhões para fazer 750 casas para vítimas de enchentes

Pressionado por greve, Lula vai anunciar obras e aumento de verba para universidades federais

Mais na Exame