EXAME Agro

Ministro da Agricultura defende alimentos seguros com cada vez menos pesticidas

Carlos Fávaro enfatizou os esforços do governo para o crescimento da produção agropecuária nacional, sem impactos no meio ambiente

Agricultura: ministro Carlos Fávaro defende o crescimento da produção de forma sustentável (Leandro Fonseca/Exame)

Agricultura: ministro Carlos Fávaro defende o crescimento da produção de forma sustentável (Leandro Fonseca/Exame)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 16 de outubro de 2023 às 19h15.

Última atualização em 16 de outubro de 2023 às 19h24.

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, destacou a importância de utilizar cada vez menos pesticidas, substituindo-os por bioinsumos, garantindo alimentos cada vez mais seguros, em palestra de abertura do Fórum de Bioinsumos no Agro na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) na manhã desta segunda-feira, 16.

Durante o evento, Fávaro citou sua recente passagem pela Feira de Anuga, na Alemanha, e a visão que o exterior tem sobre o agro brasileiro, com potencial para o crescimento sustentável.

"A responsabilidade pela sustentabilidade do Brasil é nossa", ressaltou o ministro, enfatizando o desejo de crescer a produção agropecuária nacional sem afetar o meio ambiente. "Em 50 anos crescemos 580% nossa produção e produtividade", acrescentou Fávaro. "Temos de ter muito orgulho do que fizemos nos últimos 50 anos."

Para esse crescimento sustentável, o ministro destacou a importância dos bioinsumos, que permitem a redução do uso de fertilizantes fósseis e o investimento em ciência e tecnologia. "Tudo isso a gente tem de estimular, fazer as coisas crescerem de forma regulada", destacou Fávaro.

Nesse âmbito, o presidente do Conselho Deliberativo da Abisolo, Roberto Levrero, afirmou que o Brasil cresceu 32% ao ano desde 2019 no uso de bioinsumos.

"Resultados de produtividade são evidentes e a adoção só vai aumentar", acrescentou. Levrero ainda destacou a importância da regulamentação do setor. Nesse sentido, o presidente da CropLife Brasil, Eduardo Leão, enfatizou o apoio ao Projeto de Lei nº 3.668/21, atualmente em tramitação no Congresso Nacional, sobre produção, pesquisa e comercialização dos bioinsumos.

Acompanhe tudo sobre:AgrotóxicosCarlos FávaroMinistério da Agricultura e PecuáriaSustentabilidade

Mais de EXAME Agro

"Cachorro-quente de flor"? Conheça o sanduíche feito em Holambra, a "cidade das flores"

Safra de café 2024/25 do Brasil: USDA estima 69,9 milhões de sacas — e aumento em exportações

Governo vai financiar plantação de arroz em outros estados, diz Lula

Importação nos portos do Paraná cresce 14% nos cinco primeiros meses de 2024, impulsionada por trigo

Mais na Exame