Agricultura e inovação: centro de tecnologia da Bayer nos EUA testa milho mirim; veja vídeo

Novas tecnologias e métodos de sustentabilidade são desenvolvidos no Missouri, no meio-oeste americano; programa EXAME AGRO mostra inovações
Nova variedade de milho: adaptação às mudanças climáticas (Klaus-Dietmar Gabbert/picture alliance via Getty Images/Getty Images)
Nova variedade de milho: adaptação às mudanças climáticas (Klaus-Dietmar Gabbert/picture alliance via Getty Images/Getty Images)
Carla Aranha
Carla Aranha

Publicado em 26/08/2022 às 11:50.

Última atualização em 26/08/2022 às 15:03.

Depois de lançar uma plataforma voltada à sustentabilidade na agricultura, no início do mês, a Bayer abriu seu centro de pesquisa nos Estados Unidos para apresentar novas variedades de milho, de porte menor e mais adpatadas às mudanças climáticas, e outros alimentos. Os testes e o desenvolvimento de novos produtos são realizados em Saint Louis, no Missouri, importante polo do agronegócio nos Estados Unidos. Veja vídeo:

“Desenvolvemos soluções para tornar a agricultura mais sustentável e levar novas tecnologias para os produtores rurais”, diz Bob Reiter, head de pesquisa e desenvolvimento da divisão agrícola da Bayer. No primeiro semestre deste ano, a receita da divisão foi de quase 15 bilhões de euros, 27,8% a mais do que no período anterior, principalmente em função do aumento de vendas de sementes de milho e herbicidas. No ano passado o faturamento foi da ordem de 20 bilhões de euros.

Hoje, algumas das principais pesquisas desenvolvidas são referentes a híbridos de milho, de menor estatura, capazes de suportar condições climáticas mais severas, e o controle de pragas, como lagartas, em plantações de soja. “Vem aí uma nova geração de produtos focados no manejo de plantas daninhas, após vários testes realizados em campo”, diz Ty Vaughn, vice-presidente sênior e líder de biotecnologia de plantas da Bayer Crop Science.

No que diz respeito ao algodão, a intenção é ampliar a área de testes de defensivos de base biotecnológica, no centro de pesquisa em Saint Louis, em mais de 24 mil hectares. A empresa também está desenvolvendo no local um herbicida com um novo modo de ação para o controle de pragas de diversas culturas.

Sustentabilidade

No contexto das práticas sustentáveis na agricultura, a plataforma lançada pela empresa traz ferramentas e recursos para a preservação ambiental no campo. No mercado americano, há uma novidade adicional. Os produtores rurais dos Estados Unidos, onde o mercado de carbono é regulamentado, poderão ser remunerados pela implementação de práticas regenerativas e de conservação do meio ambiente. Os agricultores cadastrados no programa de crédito de carbono da Bayer também poderão usufruir de descontos na aquisição de insumos.

“O objetivo de médio e longo prazo é trabalhar com os produtores rurais em escala global para reduzir nosso impacto no planeta e apoiar novas gerações de agricultores”, diz Leo Bastos, líder global de ecossistemas comerciais da Bayer. As metas de sustentabilidade da empresa preveem uma redução de 30% nas emissões de gases do efeito estufa na agricultura até 2030.

Notícias exclusivas de agro e o que movimenta o mercado

Você já conhece a newsletter semanal EXAME Agro? Você assina e recebe na sua caixa de e-mail as principais notícias sobre o agronegócio, assim como reportagens especiais sobre os desafios do setor e histórias dos empreendedores que fazem a diferença no campo.

Toda sexta-feira, você também tem acesso a notícias exclusivas, o que move o mercado e artigos de especialistas.

Série de video EXAME Agro

Assista também à série de vídeo EXAME Agro, sobre os grandes empresários do agro, novas práticas de sustentabilidade, inovação e avanços tecnológicos no campo, gravadas no Brasil e no exterior. Quinzenalmente, um novo vídeo é publicado no canal da EXAME no YouTube.

VEJA TAMBÉM: