Acompanhe:

O tamanho da burocracia pode inviabilizar o meu negócio?

É fato conhecido que o Brasil é um dos países mais complexos e burocráticos do mundo, principalmente na constituição de um novo negócio.

Modo escuro

Continua após a publicidade
Dúvida: será que a burocracia pode matar o seu negócio? (Wavebreakmedia Ltd/Thinkstock)

Dúvida: será que a burocracia pode matar o seu negócio? (Wavebreakmedia Ltd/Thinkstock)

E
E. Camillo Pachikoski, especialista em gestão empresarial

Publicado em 19 de julho de 2017 às, 15h00.

Última atualização em 19 de julho de 2017 às, 15h00.

É fato conhecido que o Brasil é um dos países mais complexos e burocráticos do mundo, principalmente na constituição de um novo negócio. De acordo com dados do Banco Mundial (2014) o prazo para se abrir um negócio no Brasil é de 107 dias. Se o empreendedor tiver sorte e uma boa assessoria, talvez consiga reduzir esse prazo.

O prazo é alto, pois os seguintes principais procedimentos são requeridos para ter sua empresa formalizada antes de iniciar os negócios, são eles:

  • Efetuar uma consulta de viabilização do nome, visando se assegurar que o nome pretendido para a sociedade está disponível ou não;
  • Contratar um profissional para assessorar na formalização da empresa (contrato social, registros, licenças etc.);
  • Registrar o Contrato Social na Junta Comercial ou no Cartório de Registro de Pessoa Jurídica, lembrando que os documentos dos sócios devem estar juntos;
  • Obter o Cadastro no CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica);
  • Efetuar a Inscrição Estadual caso a empresa vá atuar com produção e venda/revenda de produtos ou mercadorias, pois sem essa autorização que deve ser efetuada junto à Secretaria da Fazenda do seu Estado, a empresa não estará habilitada para efetuar a venda de produtos e mercadorias, pois a emissão da nota fiscal a impossibilitará;
  • Efetuar a Inscrição Municipal caso a empresa vá prestar serviços de qualquer tipo;
  • Identificar o local para a instalação do negócio. Fique atento que as regras de zoneamento restringem a instalação de empresas em certas áreas;
  • Obter o Alvará do Corpo de Bombeiros, e para este caso vale analisar a legislação específica da região em que a empresa será instalada;
  • Obter o Alvará de funcionamento junto ao município;
  • Obter a Licença na Vigilância Sanitária e Licenciamento Ambiental, a depender do ramo de atividade da empresa;
  • Efetuar o Cadastro na Previdência Social após a concessão do Alvará; e
  • Licenças específicas exigidas de acordo com seu segmento de atuação.

Acima foram listados alguns passos que fazem parte do arcabouço burocrático para abrir e operar uma empresa no Brasil. Obviamente este artigo não visa espantá-lo e nem mesmo desestimular seu interesse em abrir um negócio. Contudo é importante estar ciente de que há uma enorme quantidade de autorizações e documentos a serem obtidos, o que requer tempo, dinheiro e paciência.

Não desanime! Vá atrás de seu sonho.

E. Camillo Pachikoski é sócio da PP&C Auditores Independentes.

Envie suas dúvidas sobre legislação para pme-exame@abril.com.br.

Últimas Notícias

Ver mais
Empreendedor Individual deve enviar declaração até dia 30 de junho; veja como fazer
seloPME

Empreendedor Individual deve enviar declaração até dia 30 de junho; veja como fazer

Há um ano

Além das salas de aula: 4 maneiras de aprender mais sobre empreendedorismo
seloPME

Além das salas de aula: 4 maneiras de aprender mais sobre empreendedorismo

Há um ano

Bolsonaro sanciona Pronampe; estimativa de crédito para MPEs é de R$ 50 bi
seloPME

Bolsonaro sanciona Pronampe; estimativa de crédito para MPEs é de R$ 50 bi

Há um ano

3 cases de inovação aberta - o que podemos aprender com eles?
seloPME

3 cases de inovação aberta - o que podemos aprender com eles?

Há um ano

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais