PME

Fundador do Reclame Aqui, Maurício Vargas morre aos 58 anos por covid-19

Nascido em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, o fundador do ReclameAqui tinha 58 anos e deixa os pais, irmãos, esposa e dois filhos. Ele estava internado por complicações da infecção pelo novo coronavírus

Mauricio Vargas: empresário fundou o ReclameAqui em 2001 (Divulgação/Divulgação)

Mauricio Vargas: empresário fundou o ReclameAqui em 2001 (Divulgação/Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de abril de 2021 às 11h11.

Última atualização em 3 de abril de 2021 às 12h59.

O fundador e presidente do site de atendimento ao cliente Reclame Aqui, Maurício Vargas, faleceu na noite desta sexta-feira, 2, por complicações decorrentes da infecção pelo coronavírus, causador da covid-19.

Nascido em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, o empresário tinha 58 anos e deixa os pais, irmãos, esposa e dois filhos. Vargas estava internado em um hospital privado em São Paulo para tratamento da covid-19, segundo comunicado emitido pelo Reclame Aqui.

Vargas fundou o Reclame Aqui em 2001, após ter problemas com um voo atrasado que o levou a perder um compromisso importante. O site se tornou o maior portal de reputação de empresas e atendimento ao cliente do Brasil.

"É com grande pesar que a família comunica o falecimento do querido Mauricio Vargas", disse o Reclame Aqui por meio de sua assessoria de imprensa.

"Um dos principais lemas do Mauricio, estampado nas paredes do Reclame Aqui, dizia que 'não faz sentido acumular riqueza, o importante é ter um negócio que muda a vida das pessoas'. E este é o grande legado que ele deixa para sua família e para os 200 colaboradores do Reclame Aqui que agora carregam essas palavras", disse a empresa, em nota.

Sucesso do Reclame Aqui

Com duas décadas de funcionamento e no ar desde os primórdios da internet brasileira, o Reclame Aqui funciona como uma plataforma de atendimento ao cliente via internet. O site permite que consumidores brasileiros publiquem reclamações sobre produtos e serviços que podem ser consultadas por todos os internautas. As empresas podem responder clientes, que têm direito a réplica.

Anualmente, o Reclame Aqui divulga um balanço com as empresas que tiveram a melhor reputação na internet, dadas suas notas de atendimento ao cliente - que são dadas pelos consumidores. O site da empresa também tem rankings de solução de problemas, índices de consumidores dispostos voltar a fazer negócios com uma companhia e as notas médias de cada organização na plataforma.

Segundo dados da própria empresa, 600.000 pessoas pesquisam reputações de empresas diariamente em seu site. A empresa fatura cerca de 45 milhões de reais por ano.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusReclame Aqui

Mais de PME

Mais na Exame