Frustradas com a Black Friday, PMEs esperam vendas melhores em 2021

Pesquisa feita pela Vhsys mostra que a maioria das micro e pequenas empresas esperam vendas melhores só no 2º trimestre de 2021

A Black Friday não teve o resultado esperado para a maioria das micro e pequenas empresas brasileiras. De acordo com pesquisas realizadas pela Vhsys, investida da Stone, mais de 75% dos empreendedores esperavam que o faturamento dos seus negócios aumentasse durante a data comemorativa. Na realidade, 53% dos lojistas não registraram aumento algum de receita.

Segundo o levantamento, apenas 10% viram seu faturamento crescer 10% na Black Friday, enquanto outros 9,2% tiveram aumento de 25% e 5% chegaram a ver suas vendas aumentarem em até 50%. Mais de 11% registraram queda de 50%, enquanto 10,5% tiveram quedas de 25%.

Apesar do resultado frustrado em novembro, os empreendedores seguem otimistas para 2021. Cerca de 44% acreditam que suas vendas vão melhorar entre os meses de abril e junho do ano que vem, enquanto 32% esperam ver este crescimento já no primeiro trimestre.

Apenas 11% acreditam em um cenário mais positivo entre julho e setembro e 8% enxergam aumento nas vendas entre agosto e dezembro. Uma minoria, de 4,7%, não acredita em melhorias no ano de 2021.

“Os empreendedores estão mais otimistas para o ano que vem. Este ano trouxe muitos desafios, mas também muito aprendizado”, afirma Reginaldo Stocco, presidente da Vhsys. Em 2021, 31% das micro e pequenas empresas projetam aumento de 25% no faturamento, enquanto 23,8% acreditam em um crescimento de até 50%. Cerca de 15% vão além e esperam uma evolução de mais de 75% nas contas em 2021.

Dados do Sebrae mostram que os pequenos negócios do país ainda estão com a receita 36% menor em relação ao período pré-pandemia. Ainda assim, eles demonstraram melhoras no quadro mês a mês. Os setores ainda mais impactados são turismo e economia criativa, cuja recuperação está diretamente atrelada a uma melhora na situação da pandemia no país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.