Sindicatos rejeitam proposta e trabalhadores da Petrobras vão entrar em greve

Data exata para o início da paralisação será discutida hoje pela FUP a partir das 14 horas

São Paulo – Todos os sindicatos filiados à Federação Única dos Petroleiros (FUP) rejeitaram a segunda proposta feita pela Petrobras e os trabalhadores da estatal vão cruzar os braços.

A data exata para o começo da greve será escolhida nesta terça-feira. Representantes do conselho deliberativo da FUP e dos 12 sindicatos da categoria vão se reunir a partir das 14 horas para decidir o dia para início da paralisação.

Segundo a FUP, os trabalhadores da Petrobras já estão em estado de greve desde o início das negociações.

Ontem, a federação se reuniu com o Ministério Público do Trabalho para denunciar todos os atos que vão contra os interesses da categoria.

Ainda de acordo com a federação, a Petrobras não está respeitando o direito à vida dos seus trabalhadores. Reivindicações como a participação dos sindicatos nas reuniões da CIPAs e das comissões de apuração de acidentes não foram respondidas pela estatal.

Na semana passada, a companhia apresentou à FUP proposta com reajuste de 10,71% na remuneração mínima por nível, que corresponde a ganho real de 3,25%, abono de 100% de remuneração bruta ou piso de 6.000 reais,as propostas não agradaram os funcionários.
 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.