Negócios

LafargeHolcim vende ativos de cimento na China para Huaxin

"Esta transação é um passo ainda mais importante em direção à simplificação de nossas operações na China", disse o presidente-executivo


	LafargeHolcim: "esta transação é um passo ainda mais importante em direção à simplificação de nossas operações na China", disse o presidente-executivo
 (Jacques Demarthon/AFP)

LafargeHolcim: "esta transação é um passo ainda mais importante em direção à simplificação de nossas operações na China", disse o presidente-executivo (Jacques Demarthon/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 3 de agosto de 2016 às 15h51.

Zurique - A LafargeHolcim acertou acordo para vender a maior parte de seus ativos de cimento na China que não estejam listados em bolsa para a Cement para a Huaxin Cement, por uma quantia estimada em 208 milhões de francos suíços, disse o grupo franco-suíço de produção de cimento.

"Seguindo nosso anúncio realizado no início da semana de desinvestimento de nossa entidade listada Shuangma, esta transação é um passo ainda mais importante em direção à simplificação de nossas operações na China", disse o presidente-executivo, Eric Olsen, em um comunicado nesta quarta-feira.

A venda de 13 usinas de produção de cimento e quatro instalações de moagem com capacidade anual para 18 toneladas de cimento, que requer aprovações de regulamentação, além de outros avais, reduziria a dívida líquida em 376 milhões de francos, acrescentou. (Por Michael Shields)

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaChinaEmpresas suíçasHolcimLafargeUsinas

Mais de Negócios

Após crise de R$ 5,7 bi, incorporadora PDG trabalha para restaurar confiança do cliente e do mercado

Após anúncio de parceria com Aliexpress, Magalu quer trazer mais produtos dos Estados Unidos

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Mais na Exame