GM suspende perspectiva para 2020 e vai sacar US$16 bi de linha de crédito

A medida é uma tentativa de aumentar a liquidez em meio ao crescente impacto do surto de coronavírus em seus negócios

A General Motors disse nesta terça-feira que vai sacar cerca de 16 bilhões de dólares de suas linhas de crédito em uma tentativa de aumentar a liquidez em meio ao crescente impacto do surto de coronavírus em seus negócios.

A montadora norte-americana, que também suspendeu sua perspectiva para 2020, disse que estava avaliando seu dividendo trimestral, mas ainda não decidiu suspendê-lo. No final de 2019, a GM tinha 34,6 bilhões de dólares em liquidez, incluindo 17,3 bilhões em dinheiro.

"Estamos adotando agressivamente medidas de austeridade para economizar dinheiro e estamos tomando as medidas necessárias nesse ambiente de mudança e incerteza para gerenciar nossa liquidez", afirmou a presidente-executiva, Mary Barra.

Na semana passada, a rival Ford abandonou sua perspectiva para 2020 e disse que sacou 15,4 bilhões de dólares de duas linhas de crédito para reforçar seu balanço.

Analistas acreditam que liquidez corporativa é fundamental e as montadoras norte-americanas têm balanços fortes o suficiente para suportar o impacto do surto.

Enquanto isso, a demanda por veículos novos nos EUA caiu 13% nos primeiros 19 dias de março, segundo a empresa de pesquisa JD Power, enquanto o Morgan Stanley espera que as vendas de automóveis caiam 9% este ano, a primeira queda em muitos anos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também