Negócios

Furto em duto da Transpetro provoca vazamento de óleo na Baía de Guanabara

Ao menos 60 mil litros de óleo vazaram na Baía de Guanabara durante o fim de semana, informou a empresa subsidiária da Petrobras

Transpetro: 60 mil litros de óleo vazaram na Baía de Guanabara em decorrência de uma tentativa de furto ocorrida em um duto da empresa na Baixada Fluminense (Germano Lüders/Exame)

Transpetro: 60 mil litros de óleo vazaram na Baía de Guanabara em decorrência de uma tentativa de furto ocorrida em um duto da empresa na Baixada Fluminense (Germano Lüders/Exame)

R

Reuters

Publicado em 10 de dezembro de 2018 às 09h12.

Última atualização em 10 de dezembro de 2018 às 09h14.

Rio de Janeiro - Ao menos 60 mil litros de óleo vazaram na Baía de Guanabara durante o fim de semana em decorrência de uma tentativa de furto ocorrida em um duto da Transpetro na Baixada Fluminense, no Estado do Rio de Janeiro, informou a empresa subsidiária da Petrobras.

Metade do óleo derramado foi recolhido pelas equipes de emergência da Transpetro acionadas logo após o incidente, segundo a empresa.

A tentativa de furto, de acordo com a Transpetro, ocorreu em um duto localizado no município de Magé, e um rio da região também foi atingido pelo vazamento.

A Transpetro informou que "ao detectar a ação criminosa, imediatamente interrompeu as operações do duto, acionou equipes de emergência e conteve o vazamento do oleoduto".

A Petrobras e a Transpetro têm sido alvos frequentes de ações criminosas de furto de óleo e derivados em suas instalações.

Pescadores que trabalham na Baía de Guanabara publicaram imagens do vazamento nas redes sociais mostrando a camada de óleo que tomou conta de parte do local.

"Foi um vazamento de grandes proporções, com impacto em manguezais, e a mancha já está chegando à Ilha de Paquetá", disse a jornalistas o analista ambiental Maurício Muniz, do Instituto Chico Mendes.

Em 2000, um vazamento de óleo na Baía de Guanabara provocado pelo rompimento de um duto da Refinaria Duque de Caxias (Reduc) derramou cerca de 1,3 milhão de litros de óleo no local e afetou fauna e flora da região.

 

Acompanhe tudo sobre:Indústria do petróleoRio de JaneiroTranspetro

Mais de Negócios

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Descubra 4 formas de pedir empréstimo e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma

Apoio Financeiro no RS: prazo para adesão ao termina nesta sexta-feira; saiba como se inscrever

Com nova fábrica, Gelato Borelli vai triplicar produção e planeja faturar R$ 360 milhões em 2024

Mais na Exame