Embotelladora Andina investirá US$ 250 mi em Brasil, Argentina e Chile

Empresa especializada em engarrafar a Coca-cola planeja conctruir uma nova fábrica no Brasil até a Copa do Mundo

Santiago do Chile - A chilena Embotelladora Andina, uma das principais responsáveis por engarrafar Coca-Cola na América Latina, investirá US$ 250 milhões em Brasil, Argentina e Chile em 2011, informou o vice-presidente executivo da companhia, Jaime García.

O plano de investimentos será utilizado para completar a construção de uma nova fábrica de produção no Chile e para financiar novos projetos em Brasil e Argentina, os outros dois países onde opera, disse García em declarações ao jornal "El Mercurio".

A nova unidade operacional no Chile entrará em funcionamento em setembro deste ano e permitirá à companhia duplicar sua capacidade produtiva, para 240 milhões de caixas anuais.

Deste modo, a companhia poderá absorver o crescimento da demanda de refrigerantes a médio e longo prazo, informou o jornal.

Na Argentina, a companhia investirá este ano US$ 40 milhões a fim de se consolidar no mercado de sucos, no qual ingressou no ano passado com a marca Cepita.

Além disso, o vice-presidente executivo da Embotelladora Andina afirmou que no final deste ano a empresa fará sua estreia no mercado argentino de água mineral com seu primeiro produto.

No Brasil, a companhia investirá US$ 90 milhões para aumentar as linhas de produção.

A empresa também ingressará no mercado de água mineral com uma marca própria, cujo nome ainda se encontra em avaliação.

A companhia construirá uma terceira fábrica no Brasil antes de 2015 por ocasião da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Com o plano de investimentos para 2011, a empresa poderia aumentar em 10% o faturamento e superar a barreira de US$ 2 bilhões, enquanto em volume as vendas poderiam aumentar um 5%, previu García.

Em 2010, a Embotelladora Andina obteve um lucro líquido de 103,597 bilhões de pesos (US$ 216 milhões), 5,7% a mais que no ano anterior.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.