CSN anuncia R$890 milhões em dividendo extraordinário

Remuneração faz parte do esforço para alongar seu passivo financeiro que permitiu concluir o reperfilamento de dívida de curto prazo com o Bradesco

São Paulo - A Companhia Siderúrgica Nacional informou nesta sexta-feira que vai pagar um dividendo extraordinário de 890 milhões de reais, a partir de 29 de agosto.

Segundo a siderúrgica, a remuneração faz parte do esforço para alongar seu passivo financeiro que permitiu ao mesmo tempo concluir o reperfilamento de dívida de curto prazo com o Bradesco.

A CSN disse ainda ter sido informada de que sua controladora também chegou a um acordo para "alongamento estrutural e duradouro de suas dívidas", mas não deu detalhes. Representantes da companhia não puderam ser contatados.

"A consumação dos alongamentos acima está sujeita à assinatura de instrumentos definitivos, bem como ao cumprimento de certas condições precedentes e aprovações societárias pela companhia, seus controladores e pelo banco", diz trecho do fato relevante.

Na semana passada, o presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, disse a analistas que a empresa deveria fechar até outubro acordos para venda de ativos na Europa, o que poderia envolver um acordo para venda antecipada de minério de ferro. Na ocasião, o executivo afirmou que a CSN estava muito próxima de concluir alongamento de dívidas com bancos privados após acordo acertado com a Caixa Econômica Federal.

A CSN, que fechou junho com dívida líquida equivalente a 5,34 vezes o Ebitda, espera conseguir 1 bilhão de dólares com a venda dos ativos e mais 1,5 bilhão com a venda antecipada de minério ferro. Em junho, a CSN já tinha levantado 400 milhões de dólares com venda de usina nos EUA.

Segundo dados do site da companhia, o último dividendo pago pela CSN ocorreu em 2015, quando a empresa distribuiu 550 milhões de reais em proventos aos acionistas.

O dividendo anunciado pela CSN nesta sexta equivale a 0,6415 real por ação, que fechou o dia cotada a 9,01 reais, em alta de 0,33 por cento. A companhia afirmou que os valores a serem pagos serão antecipação do dividendo mínimo obrigatório.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.