BTG Pactual, Cosan, EDP e Eurofarma levam profissionais de saúde para o HC

Empresas vão custear contratação de 386 profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e auxiliares de enfermagem para abertura de 56 leitos de UTIs e 75 de enfermaria do Hospital das Clínicas

Diante do aumento do número de casos e de internações em decorrência da pandemia da Covid-19, o BTG Pactual (BPAC11), maior banco de investimentos da América Latina, uniu forças com a Cosan, holding que investe em negócios dedicados à logística integrada e à diversificação da matriz energética brasileira; a EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico; e a Eurofarma, multinacional farmacêutica de capital 100% brasileiro e com presença em 20 países da América Latina, para apoiar o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) na contratação de profissionais da saúde para o atendimento de pacientes infectados com o novo coronavírus.

A vida está mais complexa, a rotina mais intensa, mas a EXAME Academy pode ajudar a manter a mente em foco 

Juntas, as empresas vão viabilizar a contratação de 386 profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e auxiliares de enfermagem. O reforço irá permitir o aumento da capacidade de atendimento a pacientes com Covid-19 e a abertura de 56 novos leitos de UTIs e 75 de enfermaria. A expectativa é que os novos funcionários, que terão a folha de pagamento custeada pelas quatro empresas, comecem a trabalhar no Hospital das Clínicas já nas próximas semanas.

Esta é mais uma de uma série de iniciativas coordenadas pelo BTG Pactual no combate à pandemia. Desde o ano passado, o banco e seus sócios doaram R$ 50 milhões para projetos de combate ao coronavírus que, somados ao apoio de parceiros, clientes e colaboradores, já totalizam mais de R$ 70 milhões em doações.

"O BTG Pactual segue mobilizado no apoio a medidas de combate ao coronavírus. Desde o ano passado já beneficiamos mais de 2,5 milhões de pessoas em 16 estados brasileiros por meio da iniciativa #NumerosQueImportam. Seguiremos trabalhando para que estas iniciativas de apoio à saúde e à sociedade cheguem o mais rápido possível às pessoas", afirma o CEO do BTG Pactual, Roberto Sallouti.

"Desde o início da pandemia nós do Grupo Cosan, junto aos nossos negócios - Raízen, Compass Gás e Energia, Comgás, Moove, Rumo e Trizy - reforçamos o compromisso que temos com a sociedade e colocamos nossa capacidade de contribuição, gestão e execução a serviço do país e das pessoas para ajudar a mitigar os impactos da Covid-19. Cada atitude conta nesta jornada. Seguimos prestando nossos serviços essenciais e mobilizando diferentes recursos para ajudar a sociedade a combater essa pandemia, contribuindo com esta frente de saúde que realiza o trabalho mais importante deste momento que estamos vivendo, que é o de salvar vidas", afirma Luis Henrique Guimarães, CEO da Cosan.

Ao longo do período da pandemia, a EDP fez a compra de respiradores e EPIs para a rede pública de saúde, realizou as obras elétricas de hospitais de campanha e doou 350 toneladas de alimentos e kits de higiene pessoal a comunidades carentes, idosos e povos indígenas. Ao todo, essas iniciativas beneficiaram mais de 400 mil pessoas em nove estados brasileiros. "Com este novo esforço, que chega no momento mais duro da crise da Covid-19 no Brasil, a EDP mais uma vez se coloca a serviço da sociedade, em consonância com seu propósito: ‘Usar nossa energia para cuidar sempre melhor’. Trata-se de uma doação que vai aliviar a sobrecarga do HC, uma instituição de referência no tratamento dos casos de Covid e, como consequência, beneficiar a população como um todo", afirma João Marques da Cruz, CEO da EDP no Brasil.

Para Maurizio Billi, presidente da Eurofarma, a empresa tem a responsabilidade social como um valor muito forte, intensificado neste momento delicado pelo qual o Brasil está passando. "Desde o início da pandemia ampliamos muito os nossos esforços em ajuda humanitária, com a doação de mais de 100 mil cestas básicas, 800 mil unidades de medicamentos, e recurso financeiro para ampliação de leitos hospitalares e manutenção de tratamento de pacientes oncológicos, entre outros. Neste período, nossos investimentos somaram mais de R﹩ 40 milhões e agora, através deste novo consórcio, vamos além com a contratação de profissionais de saúde para ativação de muitos leitos", afirma Billi. "E não vamos parar por aqui. Seguimos atentos e mapeando as principais necessidades da sociedade para enfrentarmos essa batalha juntos".

"O investimento da iniciativa privada em saúde tem sido fundamental para garantir o atendimento à população nessa fase tão crítica da pandemia. Esse recurso, especificamente, chega num momento importantíssimo para o HC e tornará possível o custeio de plantões dos profissionais da saúde recrutados para o atendimento Covid, num momento em que os casos crescem exponencialmente. Estamos muito satisfeitos com essa parceria em prol da vida", afirma o superintendente do HCFMUSP, Antonio José Rodrigues Pereira.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também