Negócios
Acompanhe:

BNDES aprova R$ 166 milhões para financiar parte de projeto da Energisa

Os recursos do BNDES correspondem a 25% do montante total de investimento alocado no projeto do grupo Energisa, de 660 milhões de reais

Projeto prevê ainda a ampliação de outras duas subestações já existentes nos Estados de Tocantins e Bahia (Divulgação/Divulgação)

Projeto prevê ainda a ampliação de outras duas subestações já existentes nos Estados de Tocantins e Bahia (Divulgação/Divulgação)

R
Reuters

21 de setembro de 2021, 12h04

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta terça-feira que aprovou 166 milhões de reais para a Energisa Tocantins Transmissora de Energia, do grupo Energisa, em financiamento de parte da construção de três linhas de transmissão e uma subestação no Estado da região Norte.

O projeto prevê ainda a ampliação de outras duas subestações já existentes nos Estados de Tocantins e Bahia, permitindo o escoamento de cerca de 390 MW de energia proveniente do potencial hidráulico e fotovoltaico da região.

Os recursos do BNDES correspondem a 25% do montante total de investimento alocado no projeto do grupo Energisa, de 660 milhões de reais, segundo nota do banco.

"A melhora dos serviços de eletricidade, em termos de segurança, confiabilidade e estabilidade do fornecimento, contribui para a qualidade de vida e dos empregos das populações atendidas", disse o diretor de Crédito à Infraestrutura do BNDES, Petrônio Cançado.

Além da transmissão, o BNDES também investiu na distribuição de energia elétrica da Energisa. Em fevereiro deste ano, o banco apoiou com 1,49 bilhão de reais o plano de investimentos de nove distribuidoras do grupo.

A Energisa, uma das maiores do setor no Brasil, controla 11 distribuidoras e 6 transmissoras no país.