Mercado imobiliário

Aluguel em São Paulo é o dobro do valor em Curitiba, Fortaleza e Goiânia

Com queda de 0,28% em agosto, preço médio em 25 cidades do país recuou pelo terceiro mês seguido, segundo o Índice FipeZap de Locação Residencial

Prédios em Vila Nova Conceição: entre os bairros mais caros de São Paulo (Germano Lüders/Exame)

Prédios em Vila Nova Conceição: entre os bairros mais caros de São Paulo (Germano Lüders/Exame)

Após uma queda de 0,4% em julho deste ano e de 0,28% em agosto, o preço médio do aluguel de imóveis recuou pelo terceiro mês consecutivo. De acordo com o Índice FipeZap de Locação Residencial, a variação ficou abaixo da inflação registrada tanto pelo IPCA/IBGE (+0,24%) quanto pelo IGP-M/FGV (+2,74%), resultando em uma queda real do preço médio do aluguel dos imóveis.

O comportamento negativo foi influenciado pela queda nos preços em algumas das principais capitais brasileiras, como Curitiba (-1,24%), Florianópolis (-1,17%), São Paulo (-0,81%), Rio de Janeiro (-0,29%), Salvador (-0,27%) e Fortaleza (-0,23%). Entre as capitais que apresentaram aumento no preço médio estão Belo Horizonte (+0,57%), Brasília (+0,39%), Goiânia (+0,22%), Porto Alegre (+0,18%) e Recife (+0,14%).

Locação por cidade

De acordo com a pesquisa, que acompanha o preço médio de locação de apartamentos prontos em 25 cidades brasileiras a partir de anúncios na internet, o preço médio do aluguel encerrou o mês de agosto em R$ 30,50/m². Entre as 11 capitais monitoradas, São Paulo se manteve como a capital com o preço médio de locação residencial mais elevado (R$ 40,56/m²), seguida por Brasília (R$ 32,34/m²), Recife (R$ 30,63/m²) e Rio de Janeiro (R$ 30,49/m²). Já entre as capitais com menor valor de locação residencial destacam-se Fortaleza (R$ 17,29/m²), Goiânia (R$ 17,75/m²), Curitiba (R$ 20,81/m²) e Salvador (R$ 23,91/m²).

 

Preço médio de locação por cidade
São Paulo (SP)R$ 40,56
Barueri (SP)R$ 36,33
Santos (SP)R$ 33,39
Brasília (DF) R$ 32,34
Recife (PE) R$ 30,63
Rio de Janeiro (RJ) R$ 30,49
Florianópolis (SC) R$ 26,70
Porto Alegre (RS) R$ 24,86
Belo Horizonte (MG) R$ 23,92
Salvador (BA) R$ 23,91
Praia Grande (SP) R$ 23,70
São José dos Campos (SP) R$ 22,74
Santo André (SP) R$ 22,68
Campinas (SP) R$ 22,18
São Bernardo do Campo (SP) R$ 21,19
Guarulhos (SP) R$ 20,91
Curitiba (PR) R$ 20,81
Niterói (RJ) R$ 20,63
Joinville (SC) R$ 19,15
Goiânia (GO) R$ 17,75
São José (SC) R$ 17,71
Fortaleza (CE) R$ 17,29
Ribeirão Preto (SP) R$ 16,70
São José do Rio Preto (SP) R$ 16,36
Pelotas (RS) R$ 15,74

Os bairros mais caros

Em São Paulo, os bairros de Vila Olímpia, Vila Nova Conceição, Berrini, Itaim Bibi e Brooklin Novo registram os valores mais altos de aluguel residencial. Enquanto a média de preços na cidade é de R$ 40,56/m², nessas regiões ela oscila entre R$ 65,66/m² e R$ 77,57/m². No Rio de Janeiro, encabeçam a lista Leblon, Ipanema, Urca, Lagoa e Leme, onde o preço médio do aluguel ultrapassa o preço médio de R$ 30,49/m² e chega a R$ 57,38/m².

Acompanhe tudo sobre:aluguel-de-imoveisImóveisindice-fipezapPreços de imóveisRio de Janeirosao-paulo

Mais de Mercado imobiliário

Preço anunciado de aluguel dispara neste bairro nobre de São Paulo; veja qual

Leilão de Itaú e Frazão tem 39 imóveis com lances a partir de R$ 35 mil

Minha irmã construiu no lote do meu pai com recursos próprios. Ela pode vender o imóvel?

Saiba o que é retrofit, como funciona e alguns exemplos

Mais na Exame