Acompanhe:

Glencore antecipa refinanciamento da dívida de curto prazo

A companhia disse que fechou 7,7 bilhões de dólares em compromissos para sua nova linha de crédito rotativo

Modo escuro

Continua após a publicidade

	A sede do grupo Glencore, na cidade suíça de Baar: companhia disse que fechou 7,7 bilhões de dólares em compromissos para sua nova linha de crédito rotativo
 (Sebastian Derungs/AFP)

A sede do grupo Glencore, na cidade suíça de Baar: companhia disse que fechou 7,7 bilhões de dólares em compromissos para sua nova linha de crédito rotativo (Sebastian Derungs/AFP)

A
Alasdair Reilly e Mamidipudi Soumithri

Publicado em 17 de fevereiro de 2016 às, 08h53.

Londres - A mineradora e trading de commodities Glencore levantou 8,4 bilhões de dólares como parte de uma antecipação de refinanciamento de sua dívida de curto prazo, fazendo suas ações dispararem cerca de 10 por cento nesta quarta-feira.

A dívida líquida da Glencore, de cerca de 30 bilhões de dólares --uma das maiores do setor--, ficou sob avaliação conforme os preços das commodities, como cobre e carvão, pressionam suas finanças.

A agência de rating Moodys Investor Service rebaixou o rating de crédito da Glencore para uma posição acima do grau especulativo em dezembro.

"O mercado está recebendo bem a notícia, o que demonstra que eles são aptos de assegurar a dívida em um ambiente desafiador", disse o analista do Investec Marc Elliott.

A companhia disse que fechou 7,7 bilhões de dólares em compromissos para sua nova linha de crédito rotativo, que vai substituir o empréstimo existente de 8,45 bilhões de dólares acordado em maio do ano passado.

As ações da Glencore subiam cerca de 10 por cento na bolsa de valores de Londres, colocando-as no topo do índice de blue-chips FTSE 100. Seus papéis já acumulam alta de mais de 25 por cento este ano, após terem desabado cerca de 70 por cento em 2015.

Últimas Notícias

Ver mais
Nubank aumenta aposta e aporta US$ 100 milhões na operação do México
Exame IN

Nubank aumenta aposta e aporta US$ 100 milhões na operação do México

Há 17 horas

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar
Exame IN

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar

Há um dia

Além de óculos e relógios: Chilli Beans abre o leque e aposta em bebidas e caixas de som
Casual

Além de óculos e relógios: Chilli Beans abre o leque e aposta em bebidas e caixas de som

Há 3 dias

AIE espera que demanda global por petróleo desacelere mais em 2025
Economia

AIE espera que demanda global por petróleo desacelere mais em 2025

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais