Mercados

Bolsas da Ásia têm leve baixa; Xangai perde 0,1%

Tóquio - Os principais mercados asiáticos fecharam a quinta-feira com ligeira queda. Apesar da alta em Wall Street, parte das bolsas da região seguiu fatores locais, com baixa especialmente no setor bancário.   Na Bolsa de Hong Kong, o índice Hang Seng perdeu 53,82 pontos, ou 0,3%, e terminou aos 21.330,67 pontos. Os temores sobre […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h44.

Tóquio - Os principais mercados asiáticos fecharam a quinta-feira com ligeira queda. Apesar da alta em Wall Street, parte das bolsas da região seguiu fatores locais, com baixa especialmente no setor bancário.

Na Bolsa de Hong Kong, o índice Hang Seng perdeu 53,82 pontos, ou 0,3%, e terminou aos 21.330,67 pontos. Os temores sobre a crise de débito da Grécia e um possível aperto monetário na China pesaram mais do que os ganhos nas ações do peso pesado China Mobile, que avançou 1,2%.

A Bolsa de Xangai, na China, apresentou ligeira queda, puxada pelas ações de bancos. O índice Xangai Composto perdeu 0,1% e encerrou aos 3.046,09 pontos. Já o índice Shenzhen Composto subiu 0,1% e terminou aos 1.172,03 pontos.

O yuan sofreu leve desvalorização em relação ao dólar, por conta do fortalecimento da moeda norte-americana ante a maiorias das demais divisas nos mercados internacionais, a despeito da estabilidade da paridade central. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8261 yuans, de 6,8260 yuans do fechamento de quarta-feira.

Em sua terceira sessão seguida de ganhos, a Bolsa de Taipé, em Taiwan, viu os investidores estrangeiros aumentarem sua participação nas ações locais. O índice Taiwan Weighted subiu 0,5% e encerrou aos 7.886,34 pontos.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul recuou 0,5% e fechou aos 1.675,17 pontos, com perdas na indústria naval e em alguns bancos.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, teve leve alta de 0,2% e fechou aos 4.863,1 pontos. O vencimento dos contratos futuros de março sustentou o ganho.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, teve alta de 0,4% e o índice PSE fechou aos 3.100,95 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve leve baixa, em linha com as demais da região, uma vez que os investidores realizam lucros após recentes ganhos e em meio a renovadas preocupações sobre a situação fiscal da Grécia. O índice Straits Times recuou 0,2% e fechou aos 2.913,94 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, cedeu 0,7% e fechou aos 2.737,24 pontos por conta de realizações de lucros após o surpreendentemente forte rali de ontem, mas ganhos em ações de bancos ajudaram a limitar as perdas.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 0,9% e fechou aos 759,02 pontos, interrompendo seis sessões consecutivas de alta uma vez que a bolsa parece estar se consolidando após fortes ralis.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, ficou estável, fechando aos 1.301,94 pontos, devido a realizações de lucros após recentes ganhos. As informações são da Dow Jones

Acompanhe tudo sobre:AçõesÁsiabolsas-de-valoresIndicadores econômicos

Mais de Mercados

Ibovespa retorna aos 127 mil pontos com incertezas fiscais no radar; dólar sobe 1,56% a R$ 5,568

Ações da Volvo sobem 7% enquanto investidores aguardam BCE

Reunião de Lula sobre corte de gastos e decisão de juros na Europa: o que move o mercado

BC eleva o limite de operações de câmbio feitas em instituições não bancárias para US$ 500 mil

Mais na Exame