Por R$ 15 milhões, corretora cripto FTX é a nova da patrocinadora da Furia

Equipe brasileira de e-sports ganha apoio de mais uma grande marca, a primeira do setor de criptoativos no seu rol de patrocinadores
Equipe brasileira já tinha apoio de grandes marcas e agora terá seu primeiro patrocinador ligado ao universo de criptomoedas e blockchain (Furia.gg/Reprodução)
Equipe brasileira já tinha apoio de grandes marcas e agora terá seu primeiro patrocinador ligado ao universo de criptomoedas e blockchain (Furia.gg/Reprodução)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 27/04/2022 11:51 | Última atualização em 27/04/2022 11:51Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A corretora cripto FTX anunciou uma parceria com a brasileira Furia, uma das principais equipes de e-sports do mundo. O acordo de patrocínio, estimado em R$ 15 milhões, visa impulsionar a marca e a educação sobre criptoativos e blockchain no Brasil, com foco, claro, nos fãs do time brasileiro e de games em geral.

(Mynt/Divulgação)

Comandada pelo jogador profissional de pôquer e colunista da EXAME, André Akkari, que é um entusiasta da tecnologia e dos NFTs - assunto sobre o qual falou em painel na última edição do evento Future of Money, da EXAME -, a Furia conta com apoio de outras grandes marcas, como Red Bull, Santander, AOC, PokerStars, Betway e Twitch. A equipe também chegou a ter acordo com a Nike.

A organização é mais conhecida por sua equipe do jogo CS:GO, que ocupa a oitava colocação no ranking da HLTV, um dos mais relevantes do mundo, mas também atua em jogos como Valorant, Rainbow Six, League of Legends (LoL), PUBG e Rocket League. As partidas da Furia costumam movimentar as redes sociais, com apoio de famosos como Neymar, e é figurinha carimbada em transmissões de streamers como Gaulês e outros famosos.

“A Furia é mais do que uma organização de esporte, nós somos um movimento sociocultural. A gente deseja impactar a vida das pessoas, seja nossos atletas profissionais, streamers e funcionários, através de esporte, performance, tecnologia e boas tomadas de decisão. Nos preocupamos com o futuro e a vida das pessoas que estão conectadas com a gente. Não buscamos apenas um patrocinador, mas também parceiros que querem crescer com a gente, com as nossas ideias ousadas de provocar e buscar mudança”, disse Aline Maryama, diretora de vendas e parceria da FURIA, em entrevista ao Estadão. Na última semana, a equipe já havia divulgado um vídeo sobre a parceria (abaixo).

A FTX, por sua vez, é uma das corretoras cripto mais conhecidas do mundo, criada por Sam Bankman-Fried, que também participou da última edição do evento da EXAME. A empresa tem buscado expandir sua atuação através de iniciativas ligas ao esporte. Para isso, comprou os direitos de nome da arena do Miami Heat, da NBA, e patrocina a equipe Mercedes, da Fórmula 1, além de ter no seu quadro de sócios nomes como do astro do basquete Stephen Curry e do casal Tom Brady e Gisele Bundchen.

Segundo a empresa anunciou, em nota, "as duas organizações trabalharão juntas para que uma nova geração possa construir um futuro profissional neste espaço em rápido crescimento, com o domínio da tecnologia blockchain, do setor de criptomoedas e do público de e-sports". O valor do acordo, citado por fontes próximas à negociação, não foi confirmado oficialmente pelas partes envolvidas.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok