Maior banco do mundo está preparado para os criptoativos, diz executivo

O head de mercados globais do JPMorgan, Troy Rohrbaugh, afirmou durante uma conferência que o banco está preparado para atender à demanda crescente por cripto de seus clientes
 (Dylan Martinez/File Photo/Reuters)
(Dylan Martinez/File Photo/Reuters)
Por Gabriel MarquesPublicado em 08/03/2022 17:20 | Última atualização em 08/03/2022 18:30Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O head de mercados globais do maior banco do mundo, o JPMorgan, Troy Rohrbaugh afirmou que a instituição está preparada para as criptomoedas e vai seguir seus clientes na adoção dessa nova classe de ativos.

Em sua participação na RBC Capital Markets Global Financial Institutions Conference nesta terça-feira, 8, Rohrbaugh disse que o banco está preparado para responder à demanda crescente por cripto, chamando a atenção para o fato de que a indústria está cada vez mais regulada.

Ele acrescentou que o JPMorgan está se preparando para um futuro no qual seus clientes negociem um volume significativo em criptoativos. “É de crítica importância para nós estarmos presentes enquanto essas classes de ativos se desenvolvem”, finalizou Rohrbaugh.

Com valor de mercado de US$ 380 bilhões, o JPMorgan é o maior banco do mundo, e entre um dos executivos mais céticos em relação aos criptoativos, está seu CEO, Jamie Dimon, que já disparou uma série de críticas ao setor, dizendo que o bitcoin é um ativo "inútil e sem valor intrínseco".

Apesar disso, a instituição vem se preparando para a crescente adoção da classe de ativos. Em um relatório recente, o presidente do setor de Asset & Wealth Management, Michael Cembalest, escreveu em um relatório que não descarta a possibilidade do bitcoin se tornar o principal ativo de reserva de valor nem um maior uso de serviços financeiros a partir das finanças descentralizadas, também conhecidas como DeFi. No entanto, para isso ser possível, a volatilidade das criptomoedas teria de se ajustar a termos mais aceitáveis e consistentes para trazer segurança ao investidor.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok