Equipe brasileira vence competição internacional de tokenização de ativos

Real Estate Tokenization Challenge 2021 reuniu profissionais do mercado imobiliário e especialistas em blockchain de todo o mundo a fim de impulsionar a tokenização de ativos reais
 (reitbz/Getty Images)
(reitbz/Getty Images)
L
Lucas Josa

Publicado em 03/11/2021 às 19:12.

Última atualização em 03/11/2021 às 22:37.

Uma parceria entre duas empresas brasileiras, a BRAVO Empreendimentos e a Moreira Suzuki Advogados, foi a grande vencedora do Real Estate Tokenization Challenge 2021, um concurso de nível global realizado pela Fibree, rede internacional líder em troca de conhecimento entre o setor imobiliário e da tecnologia blockchain e a BlockSquare, plataforma em blockchain especializada em tokenização de ativos imobiliários.

O Real Estate Tokenization Challenge 2021 reuniu profissionais do mercado imobiliário e especialistas em blockchain de todo o mundo, a fim de desenvolver e executar a tokenização de um ativo real e impulsionar a adoção de ativos tokenizados no mercado de imóveis, um dos segmentos em que a adoção pode ser mais disruptiva, pois revoluciona temas essenciais, como liquidez, segurança e desburocratização.

Para realizar isso, a BRAVO utilizou como case um apartamento de um dos seus empreendimentos, o BE Deodoro, e contou com a expertise da Moreira Suzuki, especializada na estruturação de negócios inovadores, para superar os desafios regulatórios e legais de toda operação.

“Estamos extremamente animados e orgulhosos de sermos a primeira incorporadora do país a tokenizar um ativo próprio. Foram meses de aprendizado e muito estudo para conseguirmos vencer esse desafio. Em breve iremos anunciar uma novidade para clientes e investidores, que permitirá a criação de novos tokens de ativos imobiliários”, revela Evandro Rodrigues, CEO da BRAVO Empreendimentos.

Por meio do desenvolvimento do token, a BRAVO Empreendimentos e a Moreira Suzuki, trazem para o mercado a possibilidade de representar uma casa, um apartamento ou ainda uma laje corporativa, como vários tokens pulverizados e registrados em blockchain (Real Estate Tokenization).

Além disso, o ativo vai permitir que o incorporador tenha mais agilidade para lançar novos empreendimentos, facilitando a estruturação de capital de uma maneira descentralizada e democrática, sem as amarras atuais do mercado financeiro e de crédito.

“O mercado imobiliário está vivenciando um cenário de franca disrupção. Produtos inovadores, funding diversificado, e o impacto da economia compartilhada e colaborativa tornam a estruturação jurídica de projetos imobiliários cada vez mais desafiadora. Nossos times são movidos por desafios, dedicaram-se, e agora foram recompensados por esse reconhecimento”, destaca Vicente Suzuki, sócio da Moreira Suzuki.

Como premiação, além do reconhecimento e da exposição mundial, a BRAVO Empreendimentos ganhou cerca de 322 mil euros em licenças e serviços oferecidos pela BlockSquare para a continuação do desenvolvimento de novos tokens, por meio de sua plataforma e marketplace em blockchain.

“É muito gratificante, o reconhecimento advindo desta premiação. Este é o resultado do trabalho de muita gente que se dedica, diariamente, para inovar e desenvolver os processos de nossa empresa e levá-la, cada vez mais, a uma melhor posição no mercado”, aponta Evandro.

Porém, os planos das empresas não param por aí. Segundo os empreendedores, o próximo passo é estruturar tokenizações de ativos imobiliários próprios e de terceiros em escalas cada vez maiores. Com a venda de tokens, pretendem atender a necessidade de capitalização das incorporadoras, sobretudo em fases iniciais dos projetos. E, ao mesmo tempo, satisfazer o grande público de consumidores, ávido por adquirir imóveis em fase de construção, mas que, não dispondo de recursos para adquirir unidades inteiras, agora poderá os comprar de maneira fracionada, em tokens.